"Desejo Oculto" - L.M. Gomes



Oieeee pessoinhas, tudo bom com vocês? Espero que sim...

Hoje nós vamos trazer a resenha de mais um livro que a gente ganhou no evento da Aliança de Blogueiros que aconteceu no mês passado. Vamos falar sobre Desejo Oculto da autora L.M. Gomes que nos foi cedido pela editora Rico. Bora lá conferir...

O livro conta a história de Manoela, uma jovem que vivia em um relacionamento fadado ao fracasso, onde seu noivo só se preocupa em satisfazer seus próprios desejos e esquecendo-se dela. Cansada
dessa negligencia por parte do noivo, Manoela resolve terminar esse relacionamento e viver sua vida.

Um belo dia em seu trabalho, Manoela conhece o amigo de sua chefe, David Owen, um homem lindo, com um olhar penetrante e com uma beleza de tirar o folego, porém Manoela entende que não é homem para o seu bico e para de fantasiar com aquele belo exemplar da masculinidade.

Extremamente desanimada com o rumo que sua vida estava tomando, Manoela vai pra casa quando recebe uma mensagem no celular de um número não conhecido:

“Posso ver a mulher deliciosa que há em você, me deixe te mostrar, Manoela.” – pág. 8

Intrigada quem seria a pessoa misteriosa, Manu começa a dar corda para o oculto (nome dado por ela por não saber quem era o autor das mensagens) e começa a esperar ansiosamente pelas mensagens e ligações dele.

Ela se excita em saber que é desejada, então pede por um encontro pessoalmente,  e se surpreende ao perceber que se trata de alguém conhecido. O seu “Oculto” era nada mais nada menos que o Deus grego David Owen. Simmmm, o amigo de sua chefe. 

David propõe a ela que ela se permita a viver uma nova experiência com ele, onde não haverá pudores nem preconceitos, somente sexo e a satisfação de seus desejos mais ocultos. Manu se joga de cabeça nessa nova experiência, mas não contava que iria se apaixonar e que isso pudesse lhe trazer problemas.

Como está na sinopse do livro: Há limites entre a razão e a fantasia? É o que você vai descobrir ao ler essa história e quem sabe não desperta também algum desejo oculto em você!!

*****************************************************************************

Eu ainda não havia lido nada ainda da autora, porém já conhecia ela e posso dizer que ela é um amor de pessoa. Mas vamos as minhas impressões sobre o livro.
Acho que não é novidade para ninguém de que adoro romances hot e é obvio que eu adorei David Owen....rs

Quando comecei a ler a história, o jeito dele me lembrava um pouco a história de 50 tons de cinza, mas ÓBVIO que eu sou mais o meu Christian!!!
Uma das coisas que eu achei super legal foi a playlist que ela colocou pra gente. Algumas músicas eu já conhecia e outras eu fui procurar e amei todas....


David tem um habito sexual bem diferente....ele curte sexo com mais pessoas, ou seja, há cenas aonde ele divide Manoela com outro homem ou em outra cena aonde uma mulher também participa do ato sexual. Eu particularmente não sou muito favorável a essa prática. Claro que não tenho preconceito, acho que o combinado não sai caro. Se as partes envolvidas estão de acordo, que mal tem, não é mesmo? Mas eu sou egoísta, o que é meu é meu, não divido com ninguém. Acredito que Manoela também não compactua muito com isso não, mas enfim...rs

Achei bem interessante ter um capitulo em que ele é que narra o que aconteceu. Achei bem importante o leitor conhecer um pouco da visão dele também, conhecer um pouco dos seus traumas e medos.

Pelo que andei pesquisando e no próprio prefácio do livro é dito, essa história era um conto que de tanto os fãs da autora pedirem que ela escrevesse mais sobre o casal Manoela e David, ela decidiu
fazer uma história completa dos dois, mas eu acho que ela poderia ter desenvolvido mais a história.
Em resumo, achei o livro mediano. Não é uma história ruim, mas talvez pelo mercado estar bem cheio de histórias hot, fica um pouco mais do mesmo, mas toda leitura é valida.

Bom, eu vou ficando por aqui, mas com aquela promessinha marota de voltar o mais rápido possível. 
Um grande beijo no coração de vocês!!
Flay



O Ceifador - Neal Shusterman


Hey, pessoal! Nathan aqui dessa vez com a resenha do livro “O Ceifador”, escrito pelo americano Neal Shusterman e publicado no Brasil pela editora Seguinte. Esse é o primeiro da série Scythe (do inglês, Foice) e o meu mais novo favorito do ano de 2018 rs. O livro foi escolhido para o Clube de Temas da Aliança de Blogueiros, que no mês de abril foi Distopia.

Tu deverás matar

SINOPSE
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.

SOBRE O LIVRO:
Primeiro vamos explorar um pouco desse universo criado por Shusterman, nele temos:

-os humanos que vivem suas vidas normalmente, trabalham, estudam, seguem uma profissão e vivem “para sempre” (inclusive podem se rejuvenescer);

-os ceifadores que tem como responsabilidade diminuir a população do mundo para evitar a escassez de recursos. Cada ceifador tem seu método e critério para coletar uma pessoa, eles podem conceder imunidade por um ano para quem quiserem com o anel;

-a Nuvem-Cúmulo que é responsável por “governar” o mundo. É uma consciência virtual que vê tudo o que acontece e não deixa faltar provimentos para a população. Servindo como fonte de informação global, a “Nuvem” grava passo a passo de cada pessoa comum. A única coisa em que ela não pode interferir é na Ceifa (podemos ver o problema começando aqui hehe)


O livro começa nos apresentando os protagonistas de maneiras bem significativa, pois ambos presenciam de perto a coleta de uma vida. O medo pela morte só fica evidente quando uma pessoa presencia esse momento, o momento final de uma pessoa. O ceifador na ocasião era Faraday, que depois do ocorrido convida Citra e Rowan para serem aprendizes dele.

Eles ficam intrigados com os ensinamentos do mestre e como ele é justo com suas “vítimas”. A Ceifa é um mistério para os adolescentes, que é um círculo fechado da sociedade. Eles sabem o básico, os ceifadores são pessoas prestigiadas, as pessoas comuns os temem e tentam agradá-los na esperança de serem poupados na hora final, oferecem de tudo, desde comida até propriedades. 

Conforme Citra e Rowan avançam no treinamento, eles percebem que o mundo não está tão diferente, além do fato de não haver morte. Porque mesmo assim os humanos têm sede de poder, o poder que vem com o manto. Descobrem como existem ceifadores corruptos que se aproveitam da função para satisfazer suas vontades pessoais, distribuindo imunidade para quem lhes desse uma casa luxuosa por exemplo. Será que é possível continuar vivendo num mundo em que assassinos decidem quem vive ou não?

"(...) devemos estar sempre atentos, pois o poder vem infectado com a única doença que nos resta: a natureza humana. ~Ceifadora Curie, página 102"

O treinamento de um ano para se tornar um ceifador é difícil, as lutas e especialmente o ato de tirar uma vida. Mesmo assim os dois estavam se virando bem, só que durante o primeiro encontro para testar as habilidades dos novos aprendizes as coisas complicam. Citra e Rowan se ajudam durante a prova e isso chama a atenção do grande antagonista do livro, Ceifador Goddard. Vendo a cumplicidade entre os jovens como uma ameaça, Goddard influencia o conselho a mudar as regras e agora eles serão obrigados a competir até a morte pela posição de Ceifador. E se não bastasse isso, cada um deles é destinado para treinar com outro ceifador até o grande dia.


Capas estrangeiras do livro

Toda a ambientação da história e os questionamentos abordados sobre vida e morte, política e poder, são incríveis. O livro tem uma narrativa bem dinâmica, intercalando entre o ponto de vista dele e dela. E ainda temos no começo de alguns capítulos, páginas do diário de outros ceifadores famosos (já que eles devem manter um registro pessoal para deixar para futuras gerações de Ceifadores).

Confesso que estava com a expectativa bem alta quando fiquei sabendo do lançamento desse livro e não me decepcionei. Houveram coisas previsíveis ao longo do caminho? Sim, mas isso não interferiu em nada na leitura. Toda a ambientação dark e as reviravoltas contribuíram para eu não largar o livro até terminar a última página.

"Não é bom saber que todos estamos protegidos da ameaça do inferno? Exceto, claro, quando não estamos." -página 225

Rowan e Citra são personagens marcantes, me vi torcendo por eles no decorrer do livro. Fiquei com raiva deles em alguns momentos também (porque não existem personagens perfeitos kkkk). Enquanto Rowan vem de uma família enorme que ignora sua existência, Citra é uma garota estudiosa e que se importa com a família, principalmente o irmão mais novo, Ben. Eles encontram uma família durante a estadia juntos e a química entre os dois é ótima.

Fanart dos protagonistas
Porém o romance entre a dupla deixou um pouco a desejar, achei que podia ter sido melhor explorado. Mesmo assim estou aqui aguardando ansiosamente a continuação, pois o final foi bem impactante e quero MUITO ver as repercussões do acontecido.



Como mencionado, o livro faz parte do Clube de Temas da Aliança deem uma conferida nos outros blogs também :)





E aí, algum de vocês já leram? Me digam o que acharam do livro nos comentários!
xoxo, Nathan 

"Contando estrelas" - Thati Machado


Oieeeee genteeeee, tudo bom com vocês? Espero que sim
Hoje nós vamos trazer mais uma resenha do nosso querido colaborador, o Renan....Esse livro foi mais um que ganhamos no evento da Aliança de Blogueiros...bora lá conferir?

Sinopse

Leo e Davi deram início a uma linda história de amor, todavia ainda não encontraram seu final feliz. Enquanto Leo quer gritar para o mundo o que sente pelo amado, Davi não se sente pronto para assumir seus sentimentos e teme que a família o rejeite. Esperando que vivenciar uma pequena aventura faça Davi mudar de ideia e perceber o que realmente importa, Leo o leva para acampar junto com seus melhores amigos. O acampamento, contudo, trará surpresas e reviravoltas. Será o medo capaz de afastar dois corações que batem em uníssono?

*********************************************************************************

Vou classifica-lo como um conto, pois me parece que é o spin-off de um outro livro chamado “com outros olhos”. 

Aqui Thati conta o romance de Leo e Davi durante um acampamento, ela descreve as aventuras românticas dos 2 durante o acampamento e também o processo da conquista.

Leo é um menino corajoso que se cansou de viver na sombra de seu medo e revelou para a sua família que era gay, e ficou muito feliz com a reação de seus pais que em nenhum momento o
julgaram, também conta com a relação incrível com a sua irmã que é cega e está sempre do seu lado.

Já Davi é um menino meigo e carinhoso, porém morre de medo de que seus pais saibam sobre ele, pois teme que a religiosidade e a maneira tradicional deles impeçam-nos de enxergar o quanto o filho é especial por conta de sua escolha ou condição, fazendo com que Leo acabe guardando esse segredo, enquanto ele quer gritar que ama Davi.

Durante o acampamento Leo vai mostrando a Davi que as coisas hoje fluem mais naturalmente, em certos momentos ele até cede, mas um caso do passado volta e estremece a confiança do nosso menino tímido. 

E agora, como eles vão enfrentar essa situação?
Davi vai contar para seus pais?
Ou vai viver nas sombras para Sempre?

O livro tem a temática LGBT, e trata o assunto com uma delicadeza incrível, os personagens são bastante carismáticos e fofos, e serve de ajuda pra pessoas que se encontram confusas quanto a sua vida sentimental.
Thati arrebentou.

Eu vou ficando por aqui, e prometo voltar em breve...
Um grande abraço
Renan!!


"Coragem" - Rose McGowan



Oieeee meu povo...tudo bom com vocês??? Espero que sim....

Hoje nós vamos falar de um livro que eu simplesmente me surpreendi muito. Vamos falar de Coragem, de Rose McGowan, que nos foi enviado pela nossa mais nova e querida parceira, a Harper Collins. Bora lá conhecer um pouco da história.

Trata-se de uma biografia, escrita pela própria Rose McGowan, onde ela nos conta toda a sua trajetória, desde a sua infância bem complicada na Itália, até a sua chegada a Hollywood. Mas ela nos mostra que mesmo no glamour de Hollywood, nem tudo são flores.

Rose começa relatando a sua infância difícil no interior da Itália onde ela sofreu os primeiros abusos na seita onde sua família morava. Desde abusos psicológicos até abusos sexuais, o que já nos choca ainda mais por se tratar de uma criança de 5 anos.

Depois de passar vários perrengues na seita, ela foge com sua família para os Estados Unidos, porém as coisas não melhoram como ela imaginava e ela decide ir morar nas ruas, tendo assim contato com as drogas e com mais violência. 

E é nesse momento das ruas que ela acaba conhecendo Los Angeles e na tentativa de conseguir algum dinheiro para comer, acaba se aventurando como figurante em Hollywood e por ser uma menina muito bonita, acaba tendo a oportunidade de atuar em filmes. Seu primeiro filme de renome foi Pânico. 



Como Rose mesmo menciona em seu livro, ela apenas trocou de seita, pois Hollywood também é uma seita pois ali ela também continuou a sofrer inúmeros abusos. Além disso, ela se indignava cada vez mais com a forma em que as mulheres eram tratadas – como objetos sexuais – onde os diretores tinham a certeza que poderiam fazer com elas o que bem entendessem....

Rose relata que no inicio, ela não denunciava por puro medo e em outras por achar que aquele tipo de atitude eram simplesmente "normal". Até que ela resolve dar um basta em tudo isso e que já estava mais do que na hora de revelar ao mundo toda a podridão existente no “faz de conta” de Hollywood.

*****************************************************************************

Quando eu recebi o livro da nossa parceira, eu confesso que fiquei meio preocupada, pois eu não sou fã de biografias, mas GRAÇAS A DEUS que eu resolvi encarar o desafio e ler, pois o livro é INCRÍVEL!!!!

Eu não conhecia a autora, mas poder conhece-la me inspirou demais. Rose mostra para nós mulheres que não devemos baixar a cabeça para a sociedade machista e mostrar que temos muito valor.

Ela não só nos revela que devemos lutar pelo nosso lugar no planeta como também no caso de mulheres que possuam filhos homens, devem orientar seus filhos a terem respeito por todas as mulheres.

“Discordo quando dizem que “homens são assim mesmo”. Não. Crie seus filhos para que eles vejam as garotas como seres humanos, não objetos.” – pág. 81

Rose também nos mostra os inúmeros relacionamentos abusivos que ela teve. Muitas vezes por medo de perder o namorado ou marido, nós mulheres costumamos fazer somente aquilo que os homens
querem e esquecendo totalmente as nossas vontades. Há alguns casos inclusive que a mulher nem desconfia que está em um relacionamento abusivo e Rose consegue nos elucidar isso de forma brilhante.

“E é assim que se entra em um relacionamento abusivo: quando começamos a agir de um jeito para não chatear a outra pessoa nem irritá-la. Você começa a abrir mão do controle de sua vida, pouco a pouco, cada vez mais. A coisa vai aumentando até que, um dia, você escondeu tanto de si mesmo que se perde.” – pág. 97

Outra coisa que me chamou bastante atenção, é que nós, meros mortais, costumamos ficar deslumbrados pelo mundo Hollywoodiano, e não enxergamos a verdadeira podridão que há dentro dos grandes estúdios. Quando uma atriz vem a publico para revelar essas coisas absurdas, alguns bajuladores de diretores e atores ficam criticando a atitude das atrizes de denunciar. E na minha opinião, o pior de tudo é que muitas das vezes quem critica são mulheres....

“Somos apunhalados por ousarmos existir em um plano maior do que o das outras pessoas. Mas por que isso seria um erro da minha parte? Não estou pedindo para ser endeusada. Só estou pedindo respeito por ser alguém cujo único crime é ter visibilidade.” – pág. 165

 O livro é dividido em duas partes. A primeira onde ela relata sobre todos os abusos e agressões que ela sofreu e na segunda parte, ela nos conta como superou tudo isso e nos dá vários conselhos de como superar qualquer tipo de agressão, seja ela física ou psicológica. 

“Seja corajosa, olhe para dentro, analise suas posições nas coisas, pergunte a si mesma por que se sente assim, entre nessa toca de pensamentos. Seja curiosa. Vá fundo. E, para quem já faz isso, vá mais fundo ainda.” – pág. 244 

Alguns dos relacionamentos que ela narra no livro foi o com o cantor Marilyn Manson. Ela narra ele não como sendo um abusador, mas mostra que há vários tipos de relacionamento abusivo, até mesmo aqueles de que quando terminam, o cara ficar falando mal de você aos quatro cantos do universo. Em resumo, Manson também é um Embuste.


Coragem me pegou de surpresa, me arrebatou e me deixou de boca aberta. Ele não é uma simples biografia. Enquanto lia, só conseguia pensar que estava diante de um desabafo. Sabe quando você está se escondendo a tanto tempo e precisa falar, expor tudo o que passou de ruim em sua vida? Foi isso o que Rose nos trouxe. Um compilado de todos os momentos ruins de sua vida com o objetivo de mostrar para nós, leitores, que as pessoas famosas também possuem uma vida e um passado, e que nem sempre o mundo do glamour é as mil e uma maravilhas.

Eu super recomendo esse livro a todas as mulheres, mas também recomendo aos homens para que possam ver o quanto podem ser cruéis com suas atitudes machistas e também porque  mostra a vida nua e crua de uma atriz que usa os seus erros e acertos para nos mostrar que tudo o que passamos de ruim em nossas vidas jamais deve alterar a nossa essência.

Vou ficando por aqui meus amores, mas não antes de agradecer imensamente a nossa parceira a Harper Collins pela confiança de resenhar esse grande livro. E agradecer a vocês também, mas não sem antes pedir a vocês que comentem aqui para essa canceriana carente que vos fala, ok?

Um grande beijo no coração de vocês!!!
Flay


"Por Lugares incríveis" - Jennifer Niven



Oieeeee people...tudo bom com vocês? Espero que sim!!!
Hoje nós vamos apreciar mais uma resenha do Renan...bora conferir!!!

Sinopse:
Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

***************************************************************************************

O que falarei desse livro? 
Só sei dizer que ele é só para pessoas fortes, pois suas últimas páginas me fizeram enfiar a cara no casaco dentro do trem pra esconder as lágrimas. É uma boa ouvir Lana Del Rey e Adele também, pois a fossa fica logo a sua frente.

Brincadeiras à parte, esse livro tem uma química incrível, me conectei a ele logo de cara, fiquei apaixonado pela escrita da Niven e ao mesmo tempo tive ódio dela. Confesso que não leio muitos livros de situações cotidianas, meu estilo é mais fantasia e policial, mas esse livro me fez ver como
esse tema é atual. Existem muitas pessoas que sofrem esses tipos de bullying e não tem o apoio necessário para passar por situações adversas, lembro-me também da minha época de escola, na qual eu e outras pessoas passamos por momentos bem complicados em relação a apelidos e brincadeiras sem graça. 

Vamos focar no livro, que apesar de tratar de bullying, multi personalidades e traumas profundos que te sufocam tanto que a sua essência desaparece, também trata de situações onde você encontra um alicerce para se firmar, assim começa a história de Theodore “aberração” Finch e Violet “ultravioleta Markante” Markey.

Tudo se inicia na escola onde Violet fica à beira do suicídio e ninguém menos que Finch a faz desistir (o que é estranho, pois ele tem tendências suicidas), fazendo com que ele crie no início uma obsessão por ela, mas que mais pra frente se torna algo especial. O que os ligou mais profundamente foi um trabalho de geografia onde eles deveriam visitar os pontos turísticos do estado. Daí se desencadeia uma história cheia de romance, aventuras, amizade e também muitas coisas amargas, como por exemplo, quando Violet tem que lidar com morte de sua irmã em um acidente de carro enquanto voltavam de uma festa, e isso a fez perder a confiança no mundo e em si própria.

 Enquanto Finch sofre com uma família destruída pelo egoísmo de seu pai e a falta de interesse de sua mãe, fazendo com que ele e suas irmãs não se importem com as consequências dos próprios atos.
O livro tem uma história linda, porém difícil, pois hoje reconhecemos várias Violets ou Finchs em outras pessoas ou até em nós mesmos. As linhas são escritas com uma sensibilidade ímpar e trata dos assuntos de uma maneira impactante e reflexiva. Eu realmente recomendo esse livro. 

Pra finalizar, gostaria de pedir que vocês refletissem sobre tudo isso que escrevi, pois as coisas são mais sérias do que pensamos, às vezes são pequenas “brincadeiras” que empurram as pessoas pro abismo, seja ele qual for. Quando for fazer “comentários”, pense, repense e depois trate de arcar com as consequências.

Bom, espero que vocês tenham curtido a minha resenha e prometo voltar logo...
um abraço
Renan.

"Matem o Presidente" - Sam Bourne


Oieeee gente...tudo bom com vocês?? Espero que sim...

Hoje nós vamos falar de um livro incrível e que em muito se assemelha com a situação vivida nos dias atuais. Vamos falar de Matem o presidente, de Sam Bourne, da editora Record. Como eu já mencionei pra vocês, a gente tá fazendo parte do clume de Temas promovido pela Aliança de Blogueiros, e o tema do mês de Março é Policial. Daí a escolha desse livro. Bora lá conferir??

Os Estados Unidos da America acaba de eleger um presidente maluco, machista, preconceituoso, contrário a imigrantes e com um discurso extremamente populista, sem falar que é completamente despreparado para o cargo. Em um determinado dia na Casa Branca, o presidente exige que ele seja colocado em contato com o Pentagono afim de ordenar um ataque nuclear conta a Corea do Norte, tudo isso porque ele não havia gostado de uma declaração dada pelo ditador de lá e tudo isso com o apoio de seu implacável estrategista, Crawford McNamara.

Maggie Costello, uma experiente funcionária da casa branca e fiel aos seus princípios, descobre que há um plano para matar o presidente dos Estados Unidos e eis que ela se encontra em um grande dilema: salva-lo, deixando o mundo à mercê de um tirano desequilibrado, ou trair seu comandante em chefe e arriscar lançar o país em uma guerra civil.
Maggie passa por várias situações complicadas ao tomar conhecimento de tal conspiração. De traição a tentativa de assassinato. Ela enfrenta uma luta contra o tempo para decidir o que é melhor para o país. 
Essa e outras coisas vocês irão descobrir lendo mais esse thriller maravilhosa que a editora Record trás pra gente.

*****************************************************************************

Conheci esse livro através de um amigo que me disse que havia gostado muito, obvio que eu aceitei a sugestão e fui conferir. De fato o Felipe tinha razão, o livro é excelente. A narrativa tem um ritmo que envolve facilmente. A trama é bem amarrada e conduz para o desfecho sem surpresas, mas dentro da única solução possível.
Creio que todos que forem ler terão a mesma sensação que a minha. Por diversas vezes parecia estar vendo uma matéria do Jornal Nacional, ou seja, as características do presidente da história lembra
muito como o verdadeiro presidente dos Estados Unidos faz.
Uma das coisas que eu mais gostei foi ver o quanto a Maggie é corajosa e que mesmo não tendo nenhuma simpatia para com o atual presidente, ela não achava certo cometer um assassinato e por isso ela decide continuar a investigação afim de salvar o presidente.
A história te prende do inicio ao fim, com uma narrativa em primeira pessoa que ora é Maggie quem narra, ora é Kassian e entre outros personagens.
Uma curiosidade que achei na internet é que Sam Bourne além de autor é jornalista, por isso a trama ganhou contornos interessantes chamando a atenção para problemas bastante concretos.  Outra curiosidade é que Sam Bourne é um pseudônimo. Seu nome verdadeiro é Jonathan Freedland.
Outra coisinha que pude ver nas pesquisas pela web é que a personagem Maggie Costello já apareceu em outros livros do autor. Fiquei agora bem instigada a procurar as outras histórias para ler, pois além de ter curtido a escrita de Sam, eu adorei a personagem Maggie, e gostaria muito de conhecer as outras aventuras dela. Ela é uma personagem muito bem construída, com direito a falhas, dúvidas, erros e acertos, por esse motivo ela me ganhou de vez...rs
Em suma, eu amei o livro e super recomendo a todos, pois é uma leitura envolvente e que faz você querer devorar logo o livro pra saber o que acontece no final....

Como eu falei lá em cima, vamos conferir os outros livros que a galera do clube de temas leu esse mês?








Bom, eu vou ficando por aqui, mas prometendo voltar o mais rápido possível para ver vocês!!!
Um grande bjo no coração de vocês!!
Flay


"Orgulho e Preconceito" - Jane Austen


Oieeeee amores e amoras do meu coração....tudo bom com vocês? Espero que sim...

Hoje nós vamos falar de um verdadeiro clássico...Hoje nós vamos falar de nada mais nada menos que Orgulho de Preconceito, da grande Jane Austen...


Sem mais delongas, bora lá conhecer um pouquinho da história...

O livro conta a história da família Bennet. Essa família é composta pelo Mr. E Mrs. Bennet, e por suas 5 adoráveis filhas: Jane, Elizabeth, Lydia, Mary e Kitty. O sonho de Mrs. Bennet é que suas filhas se casem com homens ricos e de posses.  

Tudo ia bem na cidade de Meryton quando a chegada de visitantes inesperados agitou o povoado. Chega a cidade os amigos Mr. Bingley e Mr. Darcy. Dois jovens ricos e distintos e que despertou logo o interesse de Mrs. Bennet em apresentar suas filhas.  Apesar de muito amigos, Bingley e Darcy são jovens bem diferentes: enquanto Bingley é gentil, amigável e bonito, Darcy é altivo, pouco falante e muito orgulhoso. 

Após um baile onde Bingley e Jane se conhecem melhor e a paixão entre os dois aumenta, Bingley
decide propor Jane em noivado, porém ele deixa repentinamente a cidade, deixando Jane confusa e desapontada. Elizabeth fica convencida de que a irmã de Bingley e Darcy conspiraram para separar os dois, uma vez que eles consideravam quem residisse naquela cidade como caipiras.

A cada dia que passa, Elizabeth tem mais certeza de que Darcy não presta, principalmente quando conhece Mr. Wickham. Wickham conta que fora maltratado por Darcy e que este não cumpriu a ultima vontade do pai, que seria ajudar ao jovem em sua carreira como clérigo. Se Elizabeth já odiava Darcy, agora então mais ainda. Porém, estranhamente Darcy começa a interessar-se por ela.

A vida e o destino unem mais uma vez Darcy e Elizabeth e após alguns desentendimentos, algumas verdades vem a tona, e isso faz com que Elizabeth comece a enxerga-lo com outros olhos e até mesmo ter algum interesse por ele.

Orgulho e Preconceito é um livro que desperta em nós um sentimento muito sublime e que nos mostra que o amor pode chegar no momento e da forma que a gente menos suspeitar.  Faz com que devoremos as paginas para conhecer mais a história de amor de Darcy e Elizabeth. 

*****************************************************************************

Gente, como assim eu fiquei tanto tempo sem ter lido essa obra prima? Sim povo....eu nunca havia lido nada de Jane Austen. Já conhecia as obras de Jane, porém ainda não havia lido. Porém, graças ao evento da Aliança de Blogueiros que ocorreu no mês de Fevereiro, a Editora Nova Fronteira nos deu o privilégio de receber um exemplar de uma edição comemorativa que faz parte da coleção clássicos de ouro.

Para mim que nunca tinha lido, confesso que em alguns momentos eu fiquei um pouco empacada na história. Não porque a leitura fosse ruim, mas sim por se tratar de um livro que fora escrito em 1813, se torna uma leitura bastante rebuscada e por diversas vezes eu tinha que recorrer ao dicionário. Só a titulo de exemplo, uma palavra que é muito mencionada é ADMOESTAÇÃO. Claro que vou colocar aqui a definição pra vocês!!!


Outra curiosidade e que em todas as cartas, eles sempre colocavam Sua, etc. Tentei verificar no google o porque disso, mas infelizmente não encontrei. Se alguém souber e puder me esclarecer eu vou amar....rs

Gente, preciso falar da mãe delas....GZUIZ...QUE MULHER INTERESSEIRA....Ela tava pouco se preocupando se as filhas seriam felizes ou não no casamento, desde que casassem com um homem
rico tava tudo certo. Na realidade, ainda podemos ver muito isso nos dias de hoje, onde o amor é o que menos importa...

O roteiro da história foi muito bem escrito e sempre há algo novo acontecendo, de modo que a história não se torna repetitiva em momento algum. As personagens são tão bem-feitas que parecem ser reais e são encantadoras - não há como não admirar Elizabeth  e não se encantar por Mr. Darcy. Por fim, só tenho a dizer que Austen é mesmo um gênio e serve como um ótimo exemplo para nós hoje em dia. Esse livro me surpreendeu e me cativou de uma maneira única, e sem dúvida alguma se tornou um dos meus favoritos.

Em minhas pesquisas, vi também que já tiveram várias adaptações da obra para o cinema, sendo que a mais famosa foi a de 2005. Vou colocar o trailer aqui para vocês!!


Além das adaptações para o cinema, esse mês estreou na tv uma novela que é baseada no livro. A novela ganhou o nome de Orgulho e Paixão e pelo que já pude acompanhar, ela tá bem fiel ao livro...vale a pena conferir...


Bom, eu simplesmente me apaixonei por Jane Austen e quero muito poder ler as suas outras obras, que são: Razão e sentimento, Emma e Persuasão. Assim que possível eu vou ler e contar para vocês o que achei...rs

Bom meus amores, eu vou ficando por aqui mas com a promessa de voltar o mais rápido possível ok?
Um grande beijo no coração de vocês!!!
Flay