"Destino" - Ally Condie



Hoje, entrarei em um enredo que me conquista cada vez mais. Estou falando das distopias.Aliás, parece que estas se fixaram nas conversas de adolescentes e jovens, em geral. Distopia é um pensamento em resposta à utopia, ou seja, é marcada pelo autoritarismo, onde a sociedade se mostra corrupta e a tecnologia é usada como meio primordial para a dominação.Entretanto, os jovens, com seu espírito livre e questionador, levantam as placas de "PARE"  e começam a questionar o porquê das coisas.


Assim, com esta base, começaremos a falar sobre "Destino", da querida Ally Condie, logo após o Read More.




Aos 17 anos, Cassia acredita e, confia plenamente, em todas as decisões que a Sociedade toma por ela. Sim, os cidadãos não tem o direito de escolha. O que você veste, o que você come, com quem você casa, enfim, tudo é manipulado e administrado pelas mãos do governo.

Tudo parecia perfeito. Afinal, tudo isto valeria a pena,  se ela tivesse uma vida feliz e duradoura. Entretanto,as coisas começam a mudar com o seu Banquete do Par, onde descobriria com quem iria formar sua família.Nesta noite, ela descobre que se casaria com seu melhor amigo Xander, meigo, inteligente e tudo o que ela mais desejava. Porém, após receber um chip com mais informações sobre seu Par, um novo rosto aparece na tela. E este era de Ky, uma Aberração. Assim, um turbilhão de emoções invadem a mente de Cassia. Afinal, a Sociedade era perfeita e não deixava dúvidas nos cidadãos. Porém, ao longo da história, Cássia começa a entender Ky e vê que, com ele, o mundo poderia ser diferente. Juntos, ela pôde aprender a escrever com letra cursiva e  ler poemas proibidos. Vale constar que na história, a Sociedade impôs os 100 poemas, os 100 livros, as 100 pinturas, as (os) 100..., de tudo, para que as pessoas não conseguissem desenvolver um instinto revolucionário e questionador.

É claro que nós não passamos toda a história com este clima tenso. Afinal, a partir do Banquete, um triângulo amoroso começa a surgir entre Cassia, Xander e Ky. Ao mesmo tempo, você se encanta com o amor entre os pais de Cassia, as brincadeiras de seu irmão Bram e, os conselhos e carinhos de seu avô. (Ainda não me conformo com que acontece com ele!), OPS, parei com os spoilers.

Destino é o primeiro livro da grande trilogia que está por vir e, para mim, o livro teve uma essência maravilhosa. Afinal, será que no futuro nós mesmos não estaremos sendo governados por máquinas e o totalitarismo será veiculado novamente? Por isso, os jovens se interessaram por distopias e, agora ela volta com força total. Logo, não deixe de ler essa encantadora e intrigante história.

Aproveito para anunciar que  "Travessia", segundo livro da trilogia, já está disponível para a venda, e em breve, teremos sua resenha aqui, no The Best Words Br.

Curiosidade: No mundo de Destino, os cidadãos andam com uma cápsula com três comprimidos (verde, azul, vermelho), que exercem funções diferentes, que vocês terão que descobrir, e assim, cada livro da trilogia será veiculado com uma capa com a  cor de cada comprimido. Legal, não??
A capa de Destino, como vocês perceberam, simboliza a prisão numa bolha, onde você está privado dos seus desejos e escolhas. Já em Travessia (foto abaixo) , a bolha é rachada e, simboliza o desejo e o esforço para se conseguir a liberdade.


E para fechar com chave de ouro, deixo para vocês, o Book Trailer de Destino.


  


 Bjks e espero que tenha estimulado, mais uma vez, a mente livrática de vocês.

2 comentários

  1. Nossa, adooorei!!
    E fiquei super interessada sobre as tais bolhas.
    Já guardei o nome do livro, pois estará na minha lista.
    Bjssss!!!!

    ResponderExcluir
  2. Own,Flavinha! Fico feliz que tenha gostado! E tenho certeza que você irá amar o livro!Bjks!

    ResponderExcluir