Dormir: hora de sonhar ou hora de pensar??



Sabe quando seu olho vai pesando e o seu corpo anseia pelo repouso? Você, mais do que ninguém, sabe a hora de ouvir o apelo do descanso e de correr pra sua cama, mas nem sempre - quase nunca, para falar a verdade - dormimos instantaneamente. Quando eu finalmente me deito, minha mente começa a fervilhar de pensamentos, ideias, vontades e tudo o mais que eu não tive durante o dia. Parece que meu momento mais criativo é quando estou à beira dos sonhos. 

É na hora de dormir que  penso na resposta perfeita que eu deveria ter dado para as pessoas; que eu tenho ideias sobre os posts do blog; que dou mais corda para os personagens do meu livro - sim, eles são noturnos. Falam muito na hora do meu sono; que eu sinto aquela necessidade de tocar mais teclado, de pintar, ou de praticar mais e mais os meu hobbies; que eu penso nas coisas que passaram e me permito imaginar meu futuro; que eu agradeço a Deus por me dar mais um dia de vida; e que, finalmente, eu me sinto realizada pelas conquistas daquele dia.

Sempre é um momento muito criativo e, por isso, rolo diversas vezes até conseguir cair realmente no sono. Entretanto, antes disso, rabisco várias e várias vezes no meu bloquinho para me lembrar, no dia seguinte, daquela ideia genial que tive no meu momento de inspiração.

Eu aproveito mais estes momentos do que os meu próprios sonhos, pois quase nunca me lembro deles. Sei que sonhei porque sempre sonhamos, mas posso contar nos dedos quantos deles já lembrei. Sonho acordada e gosto disso, pois assim não perco nenhum detalhe que pode ser esquecido durante os carneirinhos do  sono. Gosto de poder olhar para o teto do quarto e imaginar cada cenário que me vem à cabeça; de poder pronunciar, num sussurro, as palavras mais marcantes de cada pensamento; de sentir-me tão poderosa por ser a única que sabe daquelas histórias; e, por fim, de ficar satisfeita por tornar o término de meu dia tão produtivo, como nunca imaginei.

Sonhe com os olhos abertos, vendo as formas e as cores das coisas, ou com os olhos fechados, sentindo com o coração, o significado delas. Não importa a forma que você escolha, apenas não deixe de sonhar.

 E vocês também se inspiram nos  braços de Morfeu? Ou em outros lugares? 

Estou curiosa para saber! Que tal deixar sua preferência nos comentários??

Bjks da Ale e até os próximos encontros, pois acho que os carneirinhos já me chamam para sonhar ;)


Nenhum comentário

Postar um comentário