O Inconsciente de Freud...


Os sonhos são tão intensos e surpreendentes que me fazem refletir sobre eles quando acordo. É verdade que nem sempre me recordo de um e que "copio e colo" aquilo que me parece conveniente de outro. Aliás, essas imagens soltas nos propiciam assistir filmes particulares de nossa própria imaginação!

Um dia desses recorri à Freud! Afinal, quem seria mais conveniente para me fazer entender a mente humana do que o pai da psicanálise ?? Com ele, descobri que toda essa montanha russa de sonhos é propiciada por sentimentos reprimidos. Enquanto estou de pé, todo o meu consciente trabalha para que eu viva naturalmente, pensando somente em coisas que me façam bem. Contudo, o meu inconsciente é um ótimo estraga prazer e sempre trama para que minha noite seja conturbada de coisas que almejo esquecer.

Sonho com seus olhos verdes e com seu cabelo loiro; sinto seu perfume; lembro do seu abraço; recordo da sua risada; e vejo um sorriso de satisfação no meu rosto. Nós andamos pelas ruas de mãos dadas; você se preocupa comigo; me liga para saber como foi meu dia; amarra a cara quando percebe o olhar de outro cara sobre mim ; e, por fim, não quer estar em outro lugar a não ser ao meu lado.

É... isso tudo é ilusão. Apenas sonhos que ficam guardados na minha vida. Somente fatos idealizados. E como diz Freud, você é apenas um fato reprimido.

Aprendi que lembranças são como borrões de café: são filtradas, se apagam e somem com o tempo!
Sei que muitas outras coisas irão surgir e que estas não serão reprimidas como você foi. 

As rosas que você não me deu serão dadas por outra pessoa e não em sonho. O meu consciente subordinará o meu inconsciente. Eu serei mais forte. Eu vencerei esta luta interna. Aliás, sempre me disseram que sou uma garota forte numa pele de boneca de porcelana. E você será apenas o coadjuvante dos meus mais remotos sonhos...


****
Oie, pessoal!

Bom, resolvi escrever este post, pois estive muitooo interessada em dois livros da autora Laura Conrado, que tem como base principal o lema: " Freud, me tira dessa" . Assim, pensei neste pequeno texto para que vocês ficassem com um gostinho de quero mais para ler este série.

Espero que tenham curtido.

Para saber mais sobre este tema, clique aqui.

Bjks da Ale!

Nenhum comentário

Postar um comentário