Todos os cães merecem o céu....


Bom, hoje escrevo com os olhos úmidos e com o coração repleto de saudades. Minha neguinha se foi há dois anos e sua ausência nos deixa um vazio no peito. 
 Jully entrou para a família antes de mim e, por isso, se tornou o bebê da casa. 

Essa pimpolha foi crescendo e foi arrebatando, cada vez mais, o coração de todos. Vivia no colo e escolheu o chefe da casa para ser seu "preferido". Amiga, companheira e protetora. Aliás, ela foi a minha segurança particular durante certo tempo. Enquanto eu estava no berço, ela ficava embaixo do móvel, cuidando para que nenhum estranho mexesse comigo. Um amor, né?

Jully era apaixonada por biscoito maisena, molhado com café - Acreditam?; Ela só comia ração Frolic; Adorava ossinhos caninos; E amava frutas - uma verdadeira morceguinha. 
(Tentando alcançar as uvas que estavam no pote.)

Nossa filha peluda era brincalhona, mas adorava dormir, dormir e dormir.

                                       ( Sim, ela estava com meu bichinho de pelúcia. Rs)


Sua energia era maravilhosa e ela parecia uma Lady, pois, literalmente, desfilava enquanto passeava na rua. Contudo, uma doença a atingiu. Jully perdeu a visão muito cedo e um novo desafio teve que ser enfrentado. 

Com muito amor e carinho, tentamos que este mal fosse minimizado da melhor maneira possível. Jujuca sempre foi nossa princesinha e, por isso, sua perda foi dolorosa. Ela nos acompanhou por 16 anos e retribuiu todo o amor que lhe dávamos.


Muitas pessoas questionam a dedicação que o ser humano oferece ao animal, mas posso afirmar, com propriedade, que tudo vale a pena. Nada é mais recompensador do que o olhar apaixonante e a cumplicidade de seu amiguinho de quatro patas. A nossa Jully era muito sensível e sempre sabia quando alguém da família estava triste. Nestes dias solitários, ela ficava perto da pessoa que estava quieta demais e lambia as lágrimas que escorriam de seu dono. Essa era a forma de seu beijo - A mais pura e bela forma, pois nos animais há uma convicta sinceridade.

Seu corpo fofinho me chamava para abraçá-la intensamente. Sempre sonhei com sua eterna presença em meus braços -  Ah! Se esse sonho fosse possível-. Contudo, tenho certeza de que todos os cães merecem o céu.



Esta minha pequena homenagem não consegue representar tudo o que a Jully foi para mim, mas escrever estas lembranças me fez bem.

O post foi ideia da minha mãe e a música, que marcou nossa despedida da bebê da família, foi definida por minha irmã. Assim, para encerrar, coloco um pedacinho para vocês:

" Me sinto só,
 Mas sei que não estou
 Pois levo você no pensamento
Meu medo se vai,
Recupero a fé,
E sinto que algum dia
Ainda vou te ver

Cedo ou Tarde
Cedo ou tarde
A gente vai se encontrar,
Tenho certeza, numa bem melhor.
Sei que quando canto você pode me escutar."
                                                       (NX Zero)


Bjks da Ale!

8 comentários

  1. Nossa....nao tenho palavras pra dizer a falta q ela me faz...sempre penso nela e muitas das vezes choro baixinho para ninguem perceber...essa historia de q um dia passa e mentira...mas sei q onde ela estiver, esta olhando por nos e nao e a toa q me mandou o meu outro presentinho....rs....

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Como o tempo passa tão rápido, 2 anos sem Ela que representou tanto p/ a nossa família, mas continua no nosso coração. O que dizer, somente SAUDADES,SAUDADES! te amamos pretinha!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, ganhei um marcador seu ontem na Bienal e vim aqui conferir seu blog :)
    Poxa, que triste. Também tenho um cachorrinho e não consigo imaginar como seria a minha vida sem ele. Sim, eles merecem o céu.

    Beijinhos,
    Isa - www.entreparagrafos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Isa! Nossa! Fiquei muito feliz com a sua visita! Lembro de você! Vou conferir seu blog também! Obrigada!

      Ps: Curta muito seu cachorrinho, pois eles são os nossos melhores amigos :D

      Beeijos!

      Excluir
  4. Ai, isso me dá vontade de apertar a minha cachorrinha e não soltar mais. A gente sabe que um dia vamos perder esses bichinhos, mas não adianta, nós nunca vamos estar preparadas. :( Enfim, tenho certeza que o seu bebezinho está no céu enxergando e agarrando bichinhos de pelúcia (e dormindo) novamente
    Beijos,K,.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Karine! Aperte sua cachorrinha, sim! Aperte e não solte mais rs... Nossa, eu sinto tanta falta disso.... Mas sei que ela está bem agora... Um dia a gente se encontra, né???

      Beeijos! Obrigada pelo carinho!

      Excluir
  5. Oi,

    Nossa que triste! Tenho um cachorrinho mt parecido com o que você tinha, ele já está com 15 anos, sei que quando ele se for vou sentir muito.

    Bjs!

    Obs: Peguei seu marcador na Bienal :D
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Iris! Ah... aproveite muito seu cachorrinho, pois eles são os seres mais sinceros que existem neste mundo!

      Ah... Que bom que você visitou o blog! Obrigada mesmo!
      Respondi sua msg no facebook e já curti sua página :D

      Beeeijos!

      Excluir