"Insurgente" - Veronica Roth

Contém spoilers de Divergente.

" - Insurgente. Substantivo. Uma pessoa age em oposição à autoridade estabelecida, mas que não é necessariamente considerada agressiva."
Fernando - personagem do livro

Achei que esta era a melhor forma de começar a resenha. Aliás, essa é a perfeita definição do que a nossa personagem principal deseja, pois a partir de acontecimentos não tão agradáveis, no passado, Tris tenta usar menos força para valorizar a razão.

Como disse no nosso papo sobre Divergente, primeiro livro da trilogia, essa estória é simplesmente viciante e, por isso, corri para comprar o meu exemplar de Insurgente. Li em três dias, pois estava na época do Natal. Pois é... três dias agarrada com o perfeito Tobias - nome verdadeiro de Quatro.

Em Insurgente, somos transportados para a tensa situação em que as facções se encontram. Membros da Abnegação foram mortos, a Erudição tenta tomar o poder e toda a população fica sem saber o que fazer. Além disso, algo maior está acontecendo atrás da cerca que isola o mundo, até então, certo e organizado. E, para completar, dentro da cerca há uma descoberta significativa sobre o número de Divergentes existentes. Com isso, já percebemos que Tris se encontra numa corda bamba. Qualquer movimento em falso pode colocar sua vida em risco.

Nesse segundo volume da série, nos deparamos com a realidade das outras facções. Não ficamos presos ao novo olhar de Tris sobre a Audácia e sobre seus antigos conhecimentos da Abnegação. Descobriremos diversas curiosidades sobre a Amizade - Amei o tempo que eles passaram por lá. Foi bom ver a Tris cultivando a paz. Haha. - e sobre muitas coisas das outras. Para completar, ficaremos de frente com os costumes e as ideias dos sem-facção ... que nossa personagem principal achava que eram desorganizados e que não tinham um objetivo em comum...

Cada vez mais, ser Divergente se torna uma coisa perigosa. Muitos líderes não aceitam essa condição e querem controlá-los. E, como é de se esperar, Tris quer lutar contra isso. Algumas vezes, fiquei com raivinha dela porque Tobias pedia pra ela não se meter em encrenca, ela prometia e depois fazia o que tinha prometido não fazer. Mas eu entendia que ser Divergente a levava a tomar certas decisões arriscadas para manter seus ideais e para manter o máximo número de pessoas vivas. Isso com certeza era fruto da coragem da Audácia e do altruísmo da Abnegação.

Nesse momento, quero levantar uma defesa sobre essa personagem. Sou uma pessoa muito curiosa e, por isso, fui pesquisar uns spoilers de Allegiant ( não contarei... fiquem tranquilos) - Convergente na tradução e o final do enredo - e vi muitos leitores comentando que não acharam que os personagens amadureceram. E eu discordo totalmente. Em Insurgente, eu pude ver uma Tris que não se preocupava somente com ela mesma, pois pensava mais nas pessoas ao seu redor. Tobias já não tinha toda aquela armadura que o fechava. Conforme seu relacionamento com Tris evoluiu, ele se abriu. E isso não seria uma forma de amadurecimento? Se percebi isso no segundo livro, imagina no terceiro?

Acho que o conceito de "maduro" é bem relativo, ou seja, cada um cresce de uma forma. E, sinceramente, acho que Veronica trabalhou muito bem essa questão.

Encontramos, nessa obra, diversos diálogos hilários, acontecimentos incríveis e personagens construídos numa base totalmente sólida. Amei ver cada pedacinho de todos os novos e antigos protagonistas. - Para mim, o mais completo  com certeza é Tobias. - e, por isso, você não consegue largar o livro até terminar de lê-lo.

O final de Insurgente foi surpreendente, pois você não espera nada do que vai acontecer. Mas, pelo amor de Deus, tinha que acabar nessa parte???  Allegiant só será lançado em março. Como vou sobreviver tanto tempo sem o querido Tobias "4ever" ?

Mas eu tive um consolo que me fará aguardar o lançamento sã e consciente. - pelo menos, eu espero, né? - O último livro da trilogia contará com Povs alternados entre Tris e Tobias. Isso não podia ser mais perfeito!!!!

Ps: Há um capítulo de Divergente contado pelo ponto de vista de Tobias. Quer ler? Clique aqui ;)

Pessoal, espero que vocês tenham se empolgado com esse meu desabafo - pois não considero esse post uma resenha. Afinal, como expliquei anteriormente, não consigo ser tão simplista com livros que amo.

Beeeeijos da Alê.


2 comentários

  1. Como sempre maravilhosaaaaa...rs
    Nunca me canso de ler suas resenhas...bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Obrigada, lindona ;)
      Amo suas resenha tbm!

      Excluir