Andorinhas.....




Quando eu, finalmente, me desprendo, você volta.

 Um simples aviso de "cheguei" reacende a chama esquecida aqui dentro. 

Mas sei que tudo vai embora rápido - da mesma maneira que veio.

 Você me faz lembrar das nossas brincadeiras de criança, do nosso primeiro beijo, da nossa briga repentina e do fim do nosso amor. 

Coisas que me assombram todo dia. Coisas que já me tiraram o sono. Coisas que eu aprendi a superar. Coisas que estão me ensinando a não errar nesse meu novo amor inocente. 

Pois é. Estou aprendendo a amar sem você. 

Sabes que é importante, mas chegou a hora de parar de voltar por míseros segundos. 

Afinal, para que voltar e partir no mesmo dia? 

 Nunca te mostrei minhas lágrimas. Será que você seria mesquinho o suficiente para me procurar a fim de vê-las??? 

 Por favor, não faça isso comigo porque não quero estragar a bela imagem do nosso amor com essa  simples diversão.

 Sei que a chama ainda está aqui dentro e que, provavelmente, demorará ou nunca apagará. No entanto, chegou o momento de outro alguém colocar lenha no meu coração. 

Sempre achei que fosse o destino que te colocasse infinitamente na minha vida, mas minha teoria já mudou.

 Eu cresci, amadureci e refleti. 

Quero ser feliz e aproveitar o verão como as andorinhas. 

Quero ser livre desse amor prisioneiro.

****


Oooie, pessoal! 

Que saudades! Desculpem-me! Sei que estou sumida ( Ano de Vestibular, galera) , mas não deixei de escrever...
Sempre estou com o caderno ou o bloco de notas  do lado e, por isso, sempre que algum desses textos não ficar parecendo apenas um desabafo ou um devaneio da minha cabeça mirabolante, postarei para vocês!

Espero que curtam!

Beeeijos da Alê ^^

2 comentários

  1. Ameeeeeeei, até roubei o início! Hahah Lindo seu texto, como sempre! Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Muito obrigada, lelê!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Beijoooooos!

      Excluir