Minha Retrospectiva de 2015!



Oiiie, amores!

Mais uma vez, chegamos ao último dia do ano... o dia em que todos nós pensamos nas coisas que a vida nos proporcionou durante esses 365 dias e começamos a pensar nas metas para o ano seguinte.

E como é de lei aqui no Tbw Br, vim fazer a minha retrospectiva de 2015 com vocês. Afinal, amo compartilhar e relembrar tudo com a nossa família!

Prontos para aproveitar esse último dia do ano com a gente? Então, "simbora" lá!

***

#Lançamento da Antologia "Palavras do Brasil"


Bom, quem acompanha o blog sabe que uma das minhas crônicas que eu já havia postado por aqui foi publicada em uma antologia pela Editora Casa Cultura.

 Para mim, foi uma alegria imensa ver um dos meus textos num livro... isso com certeza me motivou a continuar batalhando pela minha escrita.

O evento de lançamento aqui no RJ foi no cinema Odeon e foi tudo muito lindo... tivemos um encontro de diversos autores e ainda tivemos música por lá também!




Para ver a cobertura completa, clique aqui ;)


#Primeiro evento do blog.





Finalmenteeeeeeee nós fizemos o nosso primeiro evento. Nós falamos sobre os livros que viraram filmes e, no final, ainda tivemos um papo muito legal com alguns autores nacionais.

Tivemos muitas brincadeiras, brindes e conversas animadas!!! Com certeza, foi uma ótima oportunidade para encontrar nossos leitores e abraçá-los muito.

Ps: Em 2016 tem mais.

Ps 2: Os lindos do Casal Aficcionado fizeram uma cobertura maravilhosa. Se você não foi ao evento e quer conferir ou se você foi e quer relembrar, clique aqui para ver \o/

Aqui está o vídeo do evento!







#Encontro com John Green e Nat Wolff


Liberado o surto coletivo, hahaha.

Como vimos antes, John Green e Nat Wolff vieram para o Rio de Janeiro divulgar o filme Cidades de Papel. E eu não acredito até hoje que eu e as meninas conseguimos encontrá-los em frente ao hotel Copacabana Palace. 

                      Foi muito divertido e emocionante encontrar essas duas pessoas incríveis.


 

Nat cortado na foto, hahaa.. tadinho!

Clique aqui para conferir a cobertura. 


#Choro e emoção com Sam Smith.


Quem me conhece sabe que eu sou A-P-A-I-X-O-N-A-D-A por Sam Smith. Então, é claro que eu fui atrás dele quando ele veio para o Rock in Rio.

Não sei nem o que falar sobre esse momento, pois foi algo único demais para mim!!!!

Mas se você quiser ver meu surto, é só clicar aqui para ver o post em que eu falei sobre esse dia :D


#Armie Hammer e Henry Cavill no Brasil.


Armie e Henry vieram no Rio para divulgar o filme O Agente da U.N.C.L.E. Como as meninas e eu amamos o Henry, resolvemos ir procurá-los. Nesse meio tempo, conseguimos ingressos para a premiere do filme e os vimos de longe.

Maaaaaaaas depois de muito esforço e determinação, nós conseguimos conhecê-los <3 

Nós fomos pelo Henry, mas acabamos nos apaixonando mais pelo Armie e por sua esposa. A simpatia dos dois nos encantou demais!! Foi mágico!


Armie Hammer!


 
 Elizabeth Chambers Hammer e Henry Cavill


#Acampamento na Bienal do Rio


Dessa vez, nós aproveitamos mais do que nunca a Bienal do RJ. Estivemos naquele espaço literário maravilhoso durante 8 dias e aproveitamos muitooo.

Encontrei meus amigos autores de tempos, conheci outros, passei sufocos, comprei muitos livros, fui em vários eventos e encontrei novos e antigos leitores! 

Foi uma experiência incrível e espero que eu consiga ir na Bienal de Sampa! Afinal, quero matar as saudades dos meus paulistas favoritos <3

Se você quiser relembrar tudo que fizemos por lá, clique aqui para conferir.




#Eu entrei para a faculdade

Depois de muito sufoco e noites sem dormir, eu consegui passar para a UFRJ \o/

Estou no segundo período de Letras e estou amando!!!!

Editoras lindas, estou esperando o contato de vocês, okay? Hahaha

#Li livros incríveis



Em 2015, eu superei minha meta de leitura. Lógico que eu queria ter lido mais, mas consegui ler 42 nesses meses.

Amei encontrar obras que me surpreenderam, que me animaram e que me emocionaram tanto. 

E vocês??? Quantos livros leram nesse ano?

A nossa linda parceira Beatriz Andrade me convidou para escolher as 5 melhores leituras do ano... então, se vocês quiserem ver minhas escolhas, basta clicar aqui.


#A Família Cresceu 

Não tenho nem palavras para expressar todo o carinho que eu sinto por esse espaço. 

Nesse ano, conheci leitores incríveis, autores maravilhosos e firmamos e renovamos parcerias que encheram meu coração de felicidade!! E, além disso, a Thata, a Ana, o Fe e a Lih entraram para nossa equipe linda!

Fizemos 3 anos de casa e fico muito grata pela visita de cada um aqui! Sem vocês, o Tbw Br não seria nada!!!


***

Bom, gente, acho que falei de praticamente tudo que rolou nesse 2015 especial!

Quero desejar uma ótima noite para vocês hoje e que 2016 traga muita paz, saúde, felicidades e livros para todos nós!

Espero que nossa cumplicidade e amizade só aumentem nesse ano que se inicia!

Amo muito vocês <3

Beijinhos da Alê.

"A Desconhecida" - Peter Swanson.



Oie, amores!

Que tal falarmos sobre um livro recheado de suspense e que te deixa nervoso, ansioso e sem fôlego do início ao fim???

Gostaram da ideia? Então, "simbora" resenhar ;)

***

A Desconhecida conta a história de George Foss, um homem de quarenta anos que tem um bom emprego numa revista literária em Boston e que acha que sua vida é tranquila e razoavelmente boa.

George não tem muitas preocupações... ele passa a maior parte de suas noites em um bar perto de sua casa e se encontra com Irene, um caso amoroso sem muito compromisso. Irene seria a mulher perfeita para George se ele não fosse apaixonado e louco por reencontrar sua namorada de faculdade, Liana Decter.

Enquanto Irene é uma mulher independente, companheira e sem complicações, Liana é o mistério que nosso protagonista deve desvendar.... e digamos que esse mistério pode fazer com que George se infiltre numa rede de perigos impossível de sair.

E como vocês devem estar imaginando, Liana reaparece e pede uma ajuda para George... ela está sendo procurada pela polícia por erros do passado, e alguns homens nada gentis estão tentando recuperar o dinheiro que ela fez questão de roubar. E, assim, depois de explicar a situação para nosso mocinho, ele resolve acreditar no que ela diz e a ajuda a devolver o dinheiro... No entanto, parece que muito assassinatos, mentiras, falsidades ideológicas e caos aparecerão na frente de George, mostrando que ele não conhece Liana como achava que conhecia.

A Desconhecida é um enredo bastante trabalhado pelo autor Peter Swanson. Peter soube arquitetar com sabedoria toda a sua história, pois em nenhum momento os acontecimentos tornam-se previsíveis ou clichês... Além disso, o livro como um todo funciona como um quebra-cabeças e contamos com capítulos narrados no presente e com alguns feitos através de flashbacks. Essas visitas no passado nos fazem compreender certas coisas que nós não tínhamos visto por completo antes.

Peter Swanson nos proporciona uma leitura totalmente encadeada, completa e repleta de elementos que despertam nosso nível de curiosidade ao extremo.

Esse é um livro que você deve ler com atenção e não deve achar que já sabe do desenrolar das situações.... eu tentei fazer isso e "quebrei minha cara" muitas vezes, hahaa. Aliás, quando você acha que já conhece Liana e seus objetivos, o enredo dá uma reviravolta e você fica "de queixo caído".

A minha única crítica ao que nos foi passado é sobre o final da obra... confesso que esperava um desfecho mais impactante, mais revelador.... mas, depois de um tempo, pensando nisso, vi que que tudo se enquadra ao perfil de Liana: misterioso, pouco claro e frio. Aliás, "ela deixa rastros de caos por onde passa". 

Além disso, para mim, a história poderia ter uma excelente continuação, mas não sei se essa é a intenção do autor... agora, nos resta esperar e ver o que teremos pela frente. Contudo, não pensem que esse livro ficou incompleto, pois ele não ficou mesmo... eu só acho que poderíamos ter mais um pouquinho de acontecimentos, mas nada que prejudique o enredo desse exemplar.

Espero que tenham gostado dessa resenha, pessoal!

Não deixem de adquirir A Desconhecida e de comentar aqui o que acharam ;)

Beijinhos da Alê!

"Esperando por Doggo" - Mark B. Mills



Olááááááá, pessoal!!!!

Como foram na noite de Natal?? Muitos livros??? Espero que sim....

Bom, em pleno Natal, nós também pensamos no Tbw Br....e, sendo assim, agora vamos trazer mais uma resenha para vocês!!!

Hoje, nós vamos falar de Esperando por Doggo, de Mark B. Mills. O livro conta a história de Daniel, um jovem que achava que tinha sua vida perfeita ao lado de sua namorada, Clara, até que, de uma hora para outra, ela resolve desaparecer pelo mundo, deixando para Dan apenas uma carta e um cachorro.


Dan fica sem chão e se vê sozinho e com a missão de devolver Doggo, o cachorro que a sua agora ex-namorada havia adotado, mas como conseguir que um cachorro considerado feio fosse aceito novamente pelo abrigo?

Com o passar dos dias, Dan se vê cada vez mais próximo de Doggo e, por isso, abandona de vez a
ideia de devolvê-lo.

Porém, o que Dan não sabia era que Doggo iria se tornar seu grande companheiro, até mesmo lhe ajudando em seu novo emprego e por que não em um novo romance?

Esperando por Doggo nós traz um mensagem de como um cachorro pode mudar as nossas vidas e trazer  todo amor e compreensão que só esses seres podem nos dar.

***************

Bom, como vocês já sabem, eu amo esses nossos anjinhos de patas e é obvio que eu iria pegar esse livro pra mim.

Eu a princípio não estava curtindo muito a história, mas, aos pouquinhos, Doggo foi me conquistando e provando mais uma vez que cachorro é tudo de bom.

Podem ficar tranquilos que não se trata de um livro triste, é um livro que celebra a amizade sincera que há entre o dono e seu cão.


O livro todo é narrado em primeira pessoa, como se Daniel narrasse para nós todo o seu cotidiano com seu fiel amigo Doggo. 

Esse é um livro muito bem humorado, e constantemente me peguei rindo das peripécias de Doggo e Dan, sem falar que Doggo é muito fofo....
A capa eu achei bem simples, porém muito fofa, onde coloca o cãozinho como um anjinho. Afinal, é isso mesmo que ele se torna na vida de seu dono.

Se tenho uma crítica é que o livro termina sem mostrar aos leitores como foi o encontro de Dan com seu verdadeiro pai (ops, sem spoiler...rs), mas eu super recomendo a todos, é uma leitura rápida e bastante agradável o que faz com que não nos desgrudemos do livro até o seu final.

Se ficaram curiosos com a história de Doggo, corram até uma livraria para adquirir seu exemplar! Ou aproveitem que ainda estamos no espírito do Natal e peçam para alguém de presente, que tal?


Bom, pessoal,vou indo nessa, mas mais uma vez quero deixar um Feliz Natal a vocês e que possamos nos encontrar cada vez mais no próximo ano, ok?

Um grande beijo a todos vocês!!!
Flay





Então é Natal!!!!!



Olá, meu povooooo....
Eis que chega uma data tão lindaaaa....é Natallllllll


A Alê me pediu para fazer um post de natal, porém eu não sou tão boa nas palavras como ela. Por isso, vou falar para vocês o que está em meu coração.

Que neste Natal, possamos viver o verdadeiro sentido dele, o nascimento do menino Jesus.

Que possamos ter um dia de alegria com nossas famílias e que nossa árvore esteja repleta de livros...hehehehehehehehe

Vi um poeminha na net que eu achei muito fofo e deixarei ele aqui para vocês:

                            Festa Máxima! (Mírian Warttusch)

Que o Natal de cada um, seja espetacular!Que todas as luzes, brilhem intensamente no seu lar!Que seja a grande tônica: família reunida com amor,E uma oração ao alto, feita com o maior fervor!Quando baterem à sua porta, saibam, eu lhes digo,Serão Maria e José – não lhes neguem um abrigo.E não esqueçam de uma caminha preparar,Para Jesus-menino, que à meia-noite irá chegar.Cantem uma cantiga ao redor do seu bercinho…Preparem o seu coração para acolher o menininho.Chuvas de bênçãos, cairão dos céus, como cascata,Maná divino, chegará em luz, na hora exata,Em forma de amigos que virão lhes abraçar!Não faltarão em sua mesa muitas iguarias,Nem vinhos, nem castanhas e outras especiarias.E um Deus benevolente, de forma comovida,Lhes proporcionará, mais este ano,“comemorar o dom da vida!”

Um Feliz Natal é o que deseja a família TBW Br para todos vocês!!!

Um grande beijo,

Flay


De fã para fã: Avalon High - Livro X Filme




Alguém já estava passando os canais e viu que na Disney estava sendo exibido um filme meio louco que mistura Rei Arthur e adolescentes cheios de hormônios no colegial? Pois é, gente, isso existe sim, e ainda é um livro, escrito pela maravilhosa Meg Cabot (autora de O Diário da Princesa). Mas entre o filme e o livro há muitas diferenças, e eu fiz questão de avaliar os dois, e trazer para vocês. Vou evitar o máximo de spoilers, pode deixar!

*******

Avalon High - Livro

Ellie teve que se mudar, e com isso, escola nova, casa nova, rotina nova. O ano letivo em Avalon High já ia começar, e de modo rápido, Ellie viu que aquela parecia só mais uma escola americana. Tinha o jogador de futebol, presidente de turma, senhor perfeito, Will. Sua namorada líder de torcida, Jennifer, e seu melhor amigo esportista, Lance.


Mas não demora muito tempo, ela percebe que as coisas por ali não são nem um pouco típicas de um colégio americano. Tudo começa com a sua louca conexão com Will, e de repente, inúmeras coincidências com a lenda do Rei Arthur começam a surgir. E a história de milhares de anos atrás, passa a se repetir em frente aos seus olhos. Mas se tudo é como na lenda do rei Arthur, então o mal venceria Arthur de novo? Ou será que Ellie conseguirá mudar o curso dos acontecimentos?

Eu li esse livro muito rápido já que não conseguia largá-lo por um minuto. Meg Cabot conseguiu trazer a história do Rei Arthur para os tempos atuais de modo bem adolescente. O livro todo é bem filme da Disney, não é à toa que virou um.

Ellie narra o livro e ao mesmo tempo procura achar o seu papel na trama do Rei Arthur. Eu gostei muito de conhecê-la, pois ela é decidida e bem sonhadora. Will é a perfeição em pessoa, não tem como não se apaixonar por ele. E quanto aos outros personagens, não foram conhecidos a fundo, afinal, Ellie era uma pessoa sozinha. Mas não senti falta de conhecer os coadjuvantes.

É claro que você vai saber como as coisas vão acontecer se já conhecer a história do Rei Arthur, mas isso foi o que fez o livro interessante. Eu sabia quem eram algumas pessoas, e esperava ansiosamente que a história se repetisse. Já outros personagens importantes eu tentava adivinhar quem eram.

O livro é bem divertido, e o final é sensacional. Quando o livro acabou, bateu aquele vazio, e a vontade de "quero mais". Li e reli o final com um sorriso no rosto. Meg Cabot tem uma escrita incrível, e a cada livro me apaixono mais por ela.

Então se você gosta de romance, filme de sessão da tarde/Disney, Rei Arthur, e Meg Cabot, não pode perder esse livro!

X

Avalon High – Filme

A sinopse é basicamente a mesma do livro. Só que ao invés de Ellie, é Allie. A garota nova encontra Will, o cara perfeito, e de repente percebe que está no meio das reencarnações da lenda do Rei Arthur. A história toda vai se repetir, e ela precisa impedir Mordred de matar Arthur outra vez.

Allie é protagonizada por Britt Robertson, de The Secret Circle E Under the Dome:



E Gregg Sulkin, de Faking It, é Will.


No início do filme, apenas alguns elementos são diferentes. Mas à medida que o filme passa, tudo muda.

Eu vi o filme antes do livro, então eu fui ler achando que sabia de tudo. Me enganei totalmente. Fui para o livro já achando que sabia quem era quem, "ah, esse é o Rei Arthur, esse é o Lancelote, esse é o Mordred". Errado. As reencarnações dos personagens são diferentes no livro!

O final do livro é melhor, pois tudo se encaixa, faz mais sentido. Mas o final do filme não ficou para trás, pois é de tirar o fôlego. Várias revelações, nada é o que você espera, mas mesmo assim, ficou meio vago o sentido de algumas coisas.

O filme não foi fiel, principalmente com esse final trocado, mas é um bom filme. A ideia central foi mantida, e até o meio, poucas mudanças foram feitas. Vale a pena assistir, seja para saber se vai querer ler o livro, seja para quem leu o livro e quer um final alternativo.

Aqui vai o trailer do filme para vocês darem uma olhada ;) (É só clicar aqui para conferir).

 Só consegui achar esse da Globo, dublado, mas dá para ter uma noção do que o filme e o livro falam.

Espero que tenham gostado :)

Xoxo, Thamiris

Livros para curar a ressaca literária ;)


Oie, amores!

Bom, como vocês viram no título e na imagem principal, hoje o papo será sobre a temida ressaca literária!

Todo leitor compulsivo já passou por essa temida ressaca, o período em que você não consegue se prender em nenhuma história. Pensando nisso, resolvi fazer uma listinha de alguns livros hot que eu não falei aqui antes e que são ótimos para nos levantar desse desânimo!

Preparados? Animados? Então, não percam esse post ;)

***

Trilogia Peça-me o que Quiser



O que falar dessa trilogia maravilhosa que eu engoli em um final de semana?

Pois é... eu estava com um monte de leitura empacada e falei: preciso de um livro gostoso de ler... e Peça-me o Quiser caiu com uma luva para mim! E, agora, eu vou falar o porquê da minha paixão por essa história para vocês.

Sabe aquele preconceito que você sempre teve e que te faz achar que você está super certa ao ignorar assuntos do gênero? Então, o enredo proposto nessa trilogia por Megan Maxwell era quase um tabu para mim...

Para quem não sabe, Peça-me o quiser conta a história de Judith, uma mulher de 25 anos super independente, que trabalha na empresa Müller, em Madri. Nossa mocinha vive uma batalha constante com sua chefe nada educada e exigente ao extremo e, por isso, Jud a culpa pelo trabalho intenso e pela sua falta de tempo para uma vida social decente. No entanto, a visita do diretor-chefe à Müller pode tornar os dias de Judith bem mais interessantes...

É claro que estamos falando do alemão mais desejado da literatura, Eric Zimmerman, mais conhecido como Iceman, por sua postura fria e séria. Como vocês devem estar imaginando, ele se encanta por Jud e a leva para conhecer um mundo em que a luxúria e a sensualidade são essenciais. Eric leva Jud para um clube em que os frequentadores são amantes do Swing. Lá, Eric ensina Jud a explorar sua sexualidade e sua paixão. E é nesse ponto que eu sempre tive preconceito em relação ao enredo antes de embarcar na leitura... e posso dizer que tudo é diferente de como minha mente pequena achava.

Confesso que fui com certo receio, mas, quando li as páginas, eu fiquei: OMG! Por que eu não li esse livro antes???

Adorei ter apostado na escrita da Megan porque pude deixar um preconceito barato de lado e cair dentro de uma obra recheada de emoção, sensualidade e abordagens significativas.

Não pense que só rola sexo durante a trilogia... por favor, não pense isso. Peça-me o que quiser me conquistou com a força dos personagens, com a confiança e independência de Judith, com os altos e baixos de Eric, com a importância que todos no enredo dão para a família e para os amigos e afins.

Posso dizer que, durante toda a história, eu amei ver a mudança e o amadurecimento do sobrinho de Eric. No início, ele é uma criança inteiramente mimada que apronta demais e, depois de um tempo, vemos que ele é apenas uma criança doce que precisava de carinho e atenção.

Não pense que Eric é aquele mocinho bom desde o início do livro... pelo contrário, do início ao fim, você quer arrancar a cabeça desse teimoso... e acho que esse foi um dos pontos mais cativantes, pois ele não é clichê... amei ver os impasses e as dificuldades que ele tinha. Eric é o Iceman que vai derreter seu coração.

Ahhhh, e temos que destacar que a Jud é uma personagem e tanto... ela não deixa o Eric se safar dos ataques dele... ela é uma espanhola cheia de espírito e atitude.

Bom, eu li toda a trilogia em um final de semana... eu não comi, não dormi, não fiz nada até terminar hahah, e posso afirmar que valeu muito a pena.

Tenho certeza de que vocês irão se apaixonar, sair da ressaca literária e aprender com os dilemas que aparecem por aqui.


Surpreenda-me



E como Peça-me o que quiser nunca cansa, temos aqui um spin-off dessa história que conquistou nossos corações.

Dessa vez, Björn, o bombom mais gostoso desse mundo, vem nos mostrar junto com Melanie o seu final feliz.

Björn é o melhor amigo de Eric e teve grande importância nos três primeiros livros da série. Ele é um advogado sério e que tem um charme incrível que atrai mais mulheres do que ele pode contar.

Melanie é uma militar que sofre com a morte do marido e luta para conciliar suas missões com a criação de sua adorável filhinha, Sami.

Temos aqui duas pessoas completamente diferentes que podem possuir muito mais em comum do que imaginam ( como a presença indispensável no clube de swing que marca essa história).... no entanto, não pensem que esses dois teimosos caíram de amores um pelo outro desde o início... muito pelo contráriooooo!

Björn e Melanie são como cão e gato e, durante a história, você morre de rir com as implicâncias e brincadeiras que eles pregam para atingir o outro.

Do mesmo jeito que Judith, Mel tem um temperamento forte e arrebatador. Por esse motivo, amava as cenas em que as duas estavam juntas, pois as conversas dessas espanholas eram impagáveis.

Björn é um homem apaixonante, sensual e que sabe que pode conquistar as mulheres apenas com um piscar de olhos, mas, apesar de toda essa postura, ele se encanta por Sami, e essa amizade pode acabar o aproximando da mulher mais implicante que ele já conheceu. Contudo, segredos podem atingir esse relacionamento frágil. Será que Björn e Mel serão capazes de superar os obstáculos?

Diferentemente de Peça-me, Surpreenda-me traz uma narrativa em terceira pessoa intensa que nos dá uma visão dos sentimentos de ambos os personagens. E eu amei isso, pois, na trilogia inicial, só tivemos o POV de Judith e perdemos muito da complexidade de Eric. No entanto, agora, Megan nos agraciou com uma história ainda mais envolvente e completa!

Depois que vocês lerem Surpreenda-me, tenho certeza de que contarão os dias para o lançamento do quarto livro de Peça-me o que Quiser, em que teremos a participação de todos esses personagens em um novo contexto.


Casamento por Conveniência



Não sei nem como começar a falar desse livro bem inusitado... mas vamos lá!!!

Em Casamento por Conveniência encontramos Nicholas Ryan e Alexandria Mckenzie, dois personagens completamente opostos que têm seus destinos ligados por um casamento combinado.

Nick não acredita em amor eterno e nem na instituição da família, mas percebe que tem que se casar e manter o casamento por pelo menos um ano para cumprir a regra do testamento de seu tio. Sem uma esposa, Nick não viraria sócio-majoritário da empresa da família e, por isso, ele resolve procurar alguém que se encaixe em suas condições para esse acordo.

Alexa é uma mulher sonhadora que acredita em amor e que procura uma pessoa que a entenda e que compartilhe dos mesmos gostos que ela. No entanto, uma dívida de família que ameaça a propriedade  tradicional de seus pais  faz com que ela concorde em se casar com Nick, irmão de sua melhor amiga.

Mesmo que isso não agrade nenhum dos dois, eles apostam nesse relacionamento fictício e passam a conviver juntos... uma convivência que promete ao leitor muitas risadas e sorrisos bobos. Nick e Alexa são completamente diferentes. Ela ama animais e ele odeia... e por aí vai... e, por isso, muitas confusões rolam dentro da casa de Nick.

E como é de se esperar,  uma grande atração atinge os dois e eles resolvem consumar o casamento da forma tradicional... mas um relacionamento com sexo pode ser bem complicado.... afinal, quem iria garantir que eles não se apaixonariam?

Eu amei o enredo de Jennifer Probst, pois ele é leve e nos faz pensar sobre nossas atitudes cotidianas.

A irmã de Nick é uma das grandes personagens dessa história... com um humor peculiar, ela sabe deixar o casal principal de queixo caído e envergonhado. Além disso, também adorei ver a dinâmica de Nick com a família de Alexa, era divertido demais ver as tentativas dele para se enquadrar num ambiente familiar.

A minha única crítica ao livro é que, quando tudo começa a se acertar entre os dois, as coisas acontecem bemmmm rápido. Eu queria degustar mais um pouco do relacionamento desse casal problemático, mas consegui desculpar a autora depois de um tempo, hehe.

Depois desse livro, nós percebemos que os opostos realmente se atraem ;)

Ps: Gamei no nome de Alexa! É quase igual ao meu <3


Real



Remington Tate é a estrela de Real, um livro que traz muitas lutas clandestinas, tensão e adrenalina.

Brooke é uma especialista em fisioterapia esportiva que é contrata para manter o corpo de Remy em perfeito estado para as lutas. Para ela, esse é o emprego ideal, mas será que tudo isso ficará apenas no âmbito profissional?

Remy é um bad boy completo, mas que possui uma fragilidade nata e, por isso, Brooke deverá saber conciliar esses dois temperamentos se quiser que a história dos dois tenha futuro.

Real é uma obra bem cativante que me emocionou demais... Remy é aquele durão que destrói nosso emocional e que sabe nos deixar de coração apertado.

Muitas vezes quis bater nos dois por me fazerem esperar tanto por determinada situação, mas, depois
que tudo se resolveu, eu suspirei de alívio e quis mais... e, para minha sorte, esse só é o primeiro livro da série. Então, temos muito mais história pela frente.

Com uma narrativa intensa, com frases divertidas e com um tensão sexual absurdamente deliciosa, Real irá cativar você.

Acesso aos Bastidores 



Esse é o livro que toda fangirl vai amar!

Já imaginou sentar para tomar uns drinks com uma das suas bandas favoritas e acabar na cama e no coração do guitarrista mais desejado do século?  Pois é... todas nós já tivemos esse sonho!

Myrna, uma professora de psicologia, especializada na sexualidade humana, teve esse sorte, conheceu os integrantes da banda Sinners e acabou cativando todos, mas especialmente Brian Sinclair.

Os dois acabam vivendo um pequeno período de tempo intenso e de tirar o fôlego que faz com que Brian volte a criar suas músicas e a se tornar uma pessoa nova e apaixonada, após a traição de sua antiga namorada.

Nesse livro, ficamos frente a frente com cada integrante da banda ( que terão, pelo que sei, suas histórias contadas detalhadamente em outros livros) e rimos bastante com cada um deles.

Uma das coisas que eu mais gostei foi ver uma singularidade no casal principal. Nesse caso, Brian é o fofo da relação enquanto Myrna é meio travada para admitir seus sentimentos, por causa de um drama em seu passado.

Esse casal me deu muito para pensar e me fez torcer loucamente por eles! Cada toque da escrita da autora nos traz uma sensibilidade única e faz com que cada capítulo transborde emoção.

"Mas, Alê, e cadê a sensualidade desse livro, já que você disse que todos eles eram hot? "... bom, gente, essa história é exponencialmente sexy... vemos um pouco de BDSM, Swing e tudo mais... olha, é de lascar!!! <3

Além de suspirar, vocês vibrarão pelos personagens e sonharão com essa história. Aliás, Myrna viveu os sonhos de fangirl de qualquer menina ;)

***

E aí, amores! Gostaram das nossas dicas???

Já leram algum dos livros dessa lista? Ou querem ler algum?

Espero os comentários de vocês, hein?

Beijos da Alê!

De fã para fã: Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos



Olááááá, pessoas!

Eu vim até aqui hoje falar de algo que pode ser novidade para você, ou não.

Essa resenha é sobre um livro no wattpad - aquele site/app incrível que todo mundo está usando.

Recomendo a você que ainda não o tem no celular a baixar agorinha, e, assim, se deliciar com as diversas histórias presentes nessa plataforma.

Mas vamos falar desse romance incrível que me abduziu, e que, por isso, eu precisava recomendar a vocês!

Gente, eu sou apaixonada por Camp Rock, High School Musical, Glee, Grease, qualquer coisa com romance e música juntos. Por isso, quando a Clara Savelli me entregou o marcador do livro dela postado no wattpad (MUITO obrigada por isso), eu precisava ler!

E não é que foi isso que eu fiz? E, gente, engoli aquilo! Eu li muito rápido, e não conseguia largar. Os personagens, as músicas, os capítulos bônus, tudo simplesmente perfeito.

O livro conta a história de Amanda, que estava indo para um acampamento de música!



Mas, não, ela não reagiu assim. Acontece que ela só sabia tocar duas músicas na flauta, então estava mais para isso:


Lila, sua melhor amiga a arrastara para lá, e, agora, duas semanas de música e dias péssimos a esperavam.

Tudo parecia perdido até ela conhecer o monitor gato do acampamento, e parecia que ela tinha despertado a atenção dele. Talvez ele pudesse salvar essa viajem tão insana.

Bruno, o monitor, dava em cima dela descaradamente, e, enquanto isso, Lila começou a se envolver com Gustavo, um garoto que conheceu no Acampamento, e não tinha olhos para outra coisa. Quem parecia concordar com ela sobre isso era o amigo ruivo de Gustavo, Eduardo. Um garoto bem estranho, que agia como se não gostasse nem um pouco dela.

Mas, claro, depois de muito The Killers, Lady Gaga e Sandy&Júnior, as coisas mudam de figura, E MUITO.

E é claro, tem um espetáculo final!

Olha só, vou ser sincera, eu li o início do livro já sabendo o final. Sim, é bem clichê. Eu não gosto muito de livros clichês e previsíveis, mas, mesmo assim, AMEI MUITO essa história.

Mesmo sabendo o que ia acontecer, eu queria saber como, quando, e era uma leitura tão gostosa, que, quando eu percebi que o final estava chegando, eu só queria que a autora tivesse enrolado mais, haha.

Com um bom gosto impecável, eu tive um gostinho de Camp Rock com música brasileira, e um elenco de personagens que ganhou meu coração.

Uma mistura da infância com a atualidade, de músicas de Sandy&Junior até KatyCats e LittleMonsters, esse livro me ganhou na simplicidade. Na escrita gostosa e divertida, nas músicas, nos personagens, e no conjunto disso tudo. Quando eu estava precisando de um livro que me deixasse leve, esse caiu como uma luva.

E ainda é de graça né, gente! Por que não ler?

Xoxo - T

"A Promessa da Rosa" - Babi A. Sette


Oieeee, genteeeee!!!!

Voltei bem rapidinho, viu?? Afinal, o livro desse post me prendeu de tal maneira que não podia deixar de terminá-lo bem rápido.

Hoje, vamos falar de A Promessa da Rosa, da querida autora nacional Babi A. Sette.

O livro conta a história de Kathelyn, uma jovem que era muito à frente de sua época. Em pleno século XIX, quando o dever da mulher era apenas ser uma donzela distinta que tivesse um bom casamento, Kathe era um moleque. Adorava ler, coisa que não era bem vista para mulheres, e sonhava em conhecer o mundo. Para ela, casamento devia ser por amor e não por uma questão de contrato entre famílias nobres.

Entretanto, em um baile de máscaras, um homem desperta a sua atenção, e como ela imaginava que ele não fazia parte de seu mundo, decide levá-lo a um passeio no jardim, passeio esse que não era bem visto para moças de boa família. Mas o que ela não sabia era que ele era - nada mais nada menos-  o nono duque de Belmont. E tudo aquilo que ela sempre criticou se tornou uma realidade em sua vida: ela se apaixonara perdidamente por um aristocrata.

Quando tudo parecia perfeito, uma série de acontecimentos vêm à tona, trazendo uma sucessão de mal-entendidos e muito sofrimento. Kathe se vê entre seguir as regras de uma sociedade a qual abominava ou seguir o que seu coração mandava.

Esse é um lindíssimo romance de época que você não pode perder!!!!

**************

Genteeeeeeee.....o que é esse livro????

Não sei se vocês lembram, mas, há um tempo, nos fomos agraciadas para fazer a campanha de lançamento do livro A Promessa da Rosa (não viu??? Clique aqui) e, com isso, tivemos a honra de conhecer essa pessoa linda que é a Babi A. Sette, uma autora 100% nacional que nos cativou muito com seu jeitinho meigo e simpático de ser.

Como forma de agradecimento, a linda Babi e a editora Novo Século nos enviaram um exemplar de A Promessa da Rosa para resenhar....maaaassssss, como eu estava muito atolada de coisas para fazer, ele acabou ficando na fila.... porém, o momento surgiu e aí eu me perguntei : POR QUE NÃO LI ESSE LIVRO ANTES???? Afinal, esse é um livro muito meigo, fofo, que várias vezes me arrancou lágrimas e que me fez  torcer loucamente pela personagem.

Confesso que uma das coisas que mais gostei do livro foi que o Arthur, o Duque, pode ser considerado como o Christian Grey do século XIX. Um homem rico, bonito e com um tipo de poder que só tinha visto até então do querido Grey.  Só para vocês terem uma ideia de como ele tratava suas amantes, olhem essa parte do livro e tirem suas conclusões:


É claro que na bienal desse ano eu não perdi tempo... fui correndo ao stand da Novo Século para conhecer essa querida que é a Babi...olha a nossa foto <3


E como ela é uma fofa, olha que autógrafo fofo....



Só tenho elogios a fazer a esta obra, porém, me senti meio órfã quando ele acabou, pois deixou muito o gostinho de "quero mais"!

 Babi, se você por acaso ler essa humilde resenha, aqui vai um apelo: QUERO MAIS DE KATHE E ARTHURRRRRRR....hahahahahahahahahahaha

Encontrei um book trailer no canal da Babi no YouTube....vamos conferir??


Bom, vou ficando por aqui, mas prometo voltar em breve....

Beijokas e fiquem com Deus
Flay

"O Bangalô" - Sarah Jio



Olá, pessoal....como vão as coisas??? Eu espero que muito bem....

Hoje, nós iremos falar de O Bangalô, da autora Sarah Jio. Nós já fizemos uma resenha de um livro lindíssimo dela que foi o Neve na Primavera (Não viu??? Então, clique aqui para conferir... =) ) e é claro que este não deixaria a desejar...

Vamos resenhar???

O livro conta a história de Anne, uma senhora que viveu uma linda história de amor em um cenário de extremo horror - a Segunda Guerra Mundial. Anne achava que seu passado estava completamente esquecido, mas, quando sua neta Jennifer a surpreende com uma carta vinda de Bora Bora informando que precisava falar com ela, a fim de desvendar um terrível assassinato que ocorrera em uma noite de 1943, toda aquela realidade volta em um piscar de olhos. Afinal, essa era justamente a época em que Anne estava alistada como enfermeira a serviço do exército

Com essa carta, todas as lembranças tão bem guardadas de Anne começam a ressurgir e, por insistência de sua neta, Anne começa a contar a ela a sua incrível história de amor com o soldado Westry. Mas nem tudo nessa história é um conto de fadas....

Anne começa contando o que aconteceu mais precisamente em meados de Agosto de 1942. Estava tudo pronto para seu casamento com Gerard Godfrey, um jovem incrivelmente lindo e que gozava da distinção de ser o vice-presidente mais jovem do First Marine Bank. Enquanto inúmeras jovens a achavam uma completa sortuda, isso para ela não fazia a menor diferença, pois, além disso, Anne não sabia ao certo se o amava o suficiente para se casar com ele.

Eis que, em seu jantar de noivado, sua melhor amiga Kitty, a quem Anne via como uma irmã, chega aos prantos por ter sido abandonada por "seu" amor e confessa a Anne que se alistou como enfermeira para servir ao exército no pacífico sul... assim,  juntando o medo de casar com a falta que sua melhor amiga faria a ela, Anne decide ir junto com Kitty nessa missão. Com o apoio de seu futuro marido, Anne parte para Bora Bora sem saber o que encontraria por lá.

Ao chegar, Anne se depara com um universo totalmente diferente do que estava acostumada. Feridos e mais feridos por toda a parte, desespero e dor. Em uma manhã, depois de ter passado um plantão inteiro cuidando dos pacientes na enfermaria, ela decide caminhar pela praia. Anne não acredita ao se deparar com um simples bangalô, que apesar de abandonado, trazia uma incrível sensação de paz a ela. No meio de sua exploração no lugar, Anne encontra Westry, um jovem soldado de 25 anos e extremamente lindo e simpático... 

 É nesse cenário rústico que o amor dos dois começa e, no meio de tudo isso, uma série de mistérios acontecem, como o assassinato de uma nativa. 

Até onde esses fatos e a guerra podem atrapalhar essa linda história de amor? É o que vocês descobrirão ao devorar essas páginas de uma história emocionante.

********************

Cara, sou suspeita em falar sobre as obras de Sarah Jio. Desde que li Neve na Primavera, eu me apaixonei pela escrita da autora, que de forma sutil e linda nos apresenta grandes histórias de amor. 

Quando vi que a nossa parceira Novo Conceito iria lançar um outro livro dela, eu mais do que depressa falei para a Alê que esse livro já tinha dona ...  é claro que assim que ele chegou eu não perdi tempo....

Eu amo histórias de amor e, quando elas têm finais que não são tão previsíveis, eu amo ainda mais.

Quando vocês começarem a ler o livro, fato que virá a mente de vocês a história do filme Pearl Harbor...posso dizer que é parecido, sim, entretanto, com o enredo principal bem diferente.

A contra capa do livro também é muito linda....dá uma olhada só...


Creio que todos aqueles que são amantes da boa leitura e de um bom romance, e de personagens femininas que são totalmente guerreiras, não irão se arrepender dessa leitura.

Espero que tenham gostado da resenha e que vocês possam deixar recadinhos aqui para mim, ok?

Bjks
Flay

"A Coleira" - Nana Pauvolih.

 

Oiie, meus amores!

Hoje, vim aqui para falar de um livro que eu já li há um tempo, mas que me deu um "trabalhinho" para encontrar as palavras certas para descrevê-lo...

Nana Pauvolih, nossa parceira querida, me surpreendeu mais uma vez com sua escrita e, por isso, precisei compartilhar esse enredo com vocês! 

Vamoooooos resenhar? Vamos, sim, senhor!

 
A Nana não cansa de ser fofa <3

***

A Coleira nos traz um enredo um pouco polêmico, mas que foi muitooo bem trabalhado por Nana Pauvolih. Dessa vez, essa história nos apresenta Lorenza e Miguel Montês, duas pessoas que tiveram suas vidas entrelaçadas de uma forma nada convencional.
Lorenza tinha apenas dezessete anos quando se viu encantada pela presença de Miguel em sua casa. Ele era um homem rico, charmoso e que estava fazendo acordos com o pai da mocinha para "salvar" a empresa da família da menina.  Depois desse encontro repentino, curto e intenso, Miguel faz uma proposta que muda a vida de Lorenza. 

Miguel quer Lorenza para si, mas será que ela aceitará essa proposta para salvar a condição financeira de sua família?

Bom, sem contar spoilers, preciso dizer que, depois de seis anos de acordos firmados e fugas premeditadas, nossa personagem principal acaba se reencontrando com seu "predador" de uma forma nada esperada. Afinal, ela achou que ele já tivesse esquecido dela, mas, quando Miguel quer uma coisa, ele vai até o fim. 

Após voltar para o Brasil, Lorenza procura sua prima no Rio de Janeiro, mas, ao chegar na casa de sua única parente viva, ela é dopada por uma governanta e descobre que sua prima não vive mais lá.... parece que Miguel pensou em tudo, não é mesmo? Logo depois, esse homem que esteve nos sonhos e nos desejos de Lorenza, apesar de tudo, aparece e cobra o que ela deve a ele. 

Presa numa casa, cercada de seguranças, ordens e luxúria, Lorenza pode enxergar todo o sentido daquela situação e pode dar vazão para os seus sentimentos mais escondidos.... mas será que esse casal nada convencional poderá dar certo?

A Coleira é um dos primeiros livros de Nana Pauvolih e foi a quarta obra dela que eu li... fazendo uma comparação com as outras que eu já tive a oportunidade de conhecer, fiquei muito encantada com a trajetória da Nana. Todos seus livros trazem enredos que propõem uma reflexão sobre um tema que a sociedade muitas vezes deixa de lado. Essa primeira obra da autora foi muito bem desenvolvida e abordou temas polêmicos ( que vocês precisam ler para saber) com uma maestria sem igual.

Além disso, temos mais da linguagem sexy usada pela autora, o que deixa o livro ainda mais empolgante e gostoso de ler. 

Como vocês sabem, amo epílogos e, dessa vez, não podia ser diferente!! Chorei muito com a sensibilidade desse desfecho e parabenizo muito a autora por tudo isso! #QUEROMAISLORENZAEMIGUEL

De todos os personagens, o que mais conquistou meu coração foi Miguel, pois a história por trás daquele homem sério e de negócios é muito intensa. Amei ver sua mudança e sua fragilidade. Aliás, as pessoas sempre possuem dois lados, né?

Espero que tenham gostado dessa resenha.... não deixem de ler essa história totalmente arrebatadora, pois tenho certeza de que ela irá surpreender todos vocês!

Beijoooos da Alê!