"Boa noite, Estranho" - Jennifer Weiner


Olá, meu povo....tudo beleza????
Cara, tô tão feliz com o nosso blog =) ... estamos atingindo cada vez mais novos leitores e conquistando novas parcerias!!! Portanto, não percam nossos posts, pois muitas novidades estão por vir!

Bom, mas deixando de lero-lero, vamos conferir a resenha??

Hoje, nós vamos falar da obra Boa Noite, Estranho – Detetive por acidente, da autora Jennifer Weiner. 

O livro conta a história de Kate Klein, uma mãe de três filhos, moradora do subúrbio de Connecticut, que está infeliz nessa nova cidade com um marido que não está lhe dando muita atenção nos últimos tempos... longe de seus familiares e amigos, tudo começa a parecer pior.

Kate começa a frequentar os playgrounds da região, porém é sempre esnobada pelas supermães de Upchurch.... No entanto, quando uma das mães do bairro é cruelmente assassinada, Kate vê nisso uma oportunidade de se sentir mais útil, ou seja, ela decide investigar o crime por sua própria conta e risco.... Só que ela não imaginava que acabaria entrando em uma teia de mistérios, ciúmes e traições que podem acabar trazendo consequências perigosas para sua própria família.

Essa é uma história envolvente e que nos leva e entrar num clima de investigação e de romance policial.

“À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch – e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.”

 Eu curti bastante a história.... não é uma das leituras que me empolgou muito desde o início, mas ela traz um enredo que  te prende muito do meio para frente. Assim, você fica preso nas páginas, já que quer muito saber quem é o assassino de Kitty Cavanaugh.

Pra mim, algumas explicações ficaram faltando no livro, como, por exemplo, o que aconteceu com a paixão da juventude de Kate, Evan. Ele não dá mais as caras depois que eles são pegos conversando no carro dele numa cena comprometedora - afinal de contas, Kate é casada...rs... - pelo policial do local. Mas, enfim, fica a pergunta: cadê o Evan?

Outra curiosidade minha que também não foi desvendada pelo livro foi: onde está Lexi, uma das mães do playground que simplesmente desapareceu?? Ok...sabemos que ela sumiu por culpa do assassino, mas o que aconteceu com ela??? Ninguém sabe, ninguém viu...

O livro oscila entre o passado e o presente... e, particularmente, gostei mais do passado, já que é nele que nos é apresentado Evan, que não só volta para deixar Kate mais confusa sobre suas escolhas, mas que também acaba ajudando nessa investigação. 

Ah... Achei muito legal também eles mencionarem sobre essa nova moda de Ghost Writer que anda por aí. Para quem não sabe, Ghost Writer é a pessoa que escreve um texto ou uma obra e entrega o escrito para um autor de renome publicar como se fosse seu... Se permitem a minha mais sincera opinião, isso não me agrada de forma alguma, pois se trata de uma coisa que dá status a um autor quando, na verdade, o texto é de outro... Corre a boca miúda que existe um famoso autor da atualidade que publica várias obras ao ano com a ajuda de  Ghost Writer. Será, produção???

Bom, preciso dizer então que  vale a pena ler essa obra! Ela traz de fato bastante mistério e intriga para nós encararmos junto com a personagem.

Leiam mesmo esse enredo, pois preciso de ajuda para desvendar esses mistérios. Afinal, Quem? Como? Quando? Onde? Por quê? são sempre as perguntas que devem ser respondidas em um crime...não acham???


Espero que vocês tenham curtido essa resenha. Prometo voltar o mais breve possível e já com bastante novidades pra vocês.

Beijokas da Flay!!!!



Nenhum comentário

Postar um comentário