"Fragmentados" - Neal Shusterman.


Ooie, gente!

Passei aqui para falar com vocês sobre um livro incrívellllllll que a Novo Conceito trouxe para gente!

Preparados para uma história de tirar o fôlego? Então, não percam essa resenha!

***

Fragmentados faz parte de um gênero literário que eu amo e que vem conquistando os corações da maioria dos leitores... pois é.. estou falando das distopias! Assim, como toda boa distopia, esse livro nos apresenta uma versão futura da nossa sociedade após uma guerra civil, conhecida como Guerra de Heartland. Nesse confronto, um grupo lutava pela legalização do aborto enquanto outro lutava pela proteção da vida... digamos que a batalha foi bem intensa e não houve um vencedor.. o que realmente ocorreu foi um acordo entre as partes. Segundo essa "bandeira branca", a vida de qualquer ser não podia ser tirada desde sua concepção até os treze anos e, a partir dessa idade até os dezoito, os pais poderiam decidir se continuariam a cuidar de seus filhos ou se os mandariam para a fragmentação, uma espécie de aborto "atrasado" que não matava o adolescente completamente. A fragmentação, na verdade, funcionava como uma especie de "doação de órgãos" em que TODAS as partes das pessoas eram destinadas para um banco de órgãos. Dessa forma, todos estariam vivos, só que de uma forma diferente. 

Agora, você deve estar se perguntando: que coisa louca é essa, Alexandra? E isso funcionou?

Bom, digamos que a sociedade aceitou esses termos, já que a Guerra enfim foi parada e ambos os lados saíram "ganhando"... mas ninguém notou que havia baixas no plano e ninguém se perguntou o que as crianças "descartadas" sentiriam com isso... E é nesse contexto que somos apresentados aos nossos personagens principais: Connor, Risa e Lev. Três pessoas com histórias e personalidades diferentes, mas que possuem o mesmo destino: a fragmentação.

Connor e Risa descobriram seus destinos e fizeram de tudo para mudar seus finais... Lev, no entanto, é um caso diferente, e não posso falar muito sobre ele porque poderia acabar soltando um spoiler... Contudo, para resumir, posso falar que os três acabam indo para um refúgio de fragmentários e que começam a viver em uma nova comunidade, com suas próprias regras e tarefas. Lá, o objetivo era claro e simples: eles teriam que sobreviver até os dezoito anos e, depois, liberdade!!! Porém, além disso, muitas experiências e vontades, tais como o desejo pelo fim da prática de fragmentar, são compartilhadas. 

Fragmentados é daquele tipo de livro que você não pode falar muito, pois as pessoas precisam ler e se surpreender com todas as sacadas inteligentes que o autor nos deixou... em muitos momentos, eu fiquei de queixo caído... Neal Shusterman criou um mundo com algumas regras totalmente novas, mas, ao mesmo tempo, nos mostrou que o comportamento humano nem sempre muda com o tempo... Por isso, podemos falar que essa é uma leitura futura e, ao mesmo tempo, atual... 

Eu ameiii como a história nos foi passada, achei bem diferente do comum: a narrativa é em terceira pessoa, mas, em cada capítulo, Neal nos dá um foco para que possamos observar melhor cada ponto do enredo. Por exemplo, em um capítulo, ele escolhe o Connor como foco e os acontecimentos giram em torno desse personagem... pela primeira vez, consegui ver uma narrativa em terceira pessoa que REALMENTE matou meu desejo pela primeira pessoa... você se conecta tanto que é teletransportado para o livro e sente que é o personagem que está contando tudo para você! INCRÍVEL, não é mesmo?

Durante a leitura, nós vemos como sentimentos, tais como amor, perdão e ódio, podem mudar as pessoas... cada personagem passa de uma forma diferente pela questão da sobrevivência, e nós ficamos por dentro de tudo que acontece de uma forma arrebatadora. Amei a construção de cada personagem, de cada pano de fundo e de cada letra desse livro.

Uma coisa que eu achei genial foi o ponto que toca sobre doação de órgãos: há uma frase no livro dizendo que se as pessoas tivessem doado seus órgãos, a fragmentação não teria ocorrido.. e eu achei essa colocação muito sábia, pois o autor, mesmo num mundo diferente, soube tocar uma temática importante e soube fazer um apelo para nossa sociedade...

Fragmentados é o primeiro livro da série de mesmo nome e, pelo jeito que essa primeira obra terminou, tenho certeza de que a continuação será igualmente maravillhosa!

Espero que tenham gostado dessa resenha, galera! Ah, mas antes de sair, vou deixar o Book Trailer aqui para vocês ;)

Beijos da Alê!




4 comentários

  1. Amei essa resenha e amei mais ainda esse livro. Achei super interessante e fiquei muito interessado em comprar um exemplar pra mim, mas se quiser me dar eu ficarei muito agradecido meu bem. Hahahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que bom que gostou da resenha, amore!! Tenho certeza de que irá amar esse livro... mas toma vergonha na cara e compra, hahhahaa! Brinksssssss, Leo... seu aniversário tá chegando... quem sabe você ganhe um livro??
      Beijosss!

      Excluir
  2. Não curto distopias, mas cada vez q vc resenha me dá uma curiosidade danada de ler....parabéns meninaaaaa....

    p.s: pq esse pessoal só comenta as suas resenhas??? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhahahahaha.. acho que você deve ler uma distopia um dia!!!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Leonardo comenta aqui porque me ama! Hhahahahahah!

      Excluir