"A morte e os seis mosqueteiros" - Anatole Jelihovschi.


Oiie, galera!

Hoje, passei aqui para apresentar um livro épico! Estou falando de A morte e os seis mosqueteiros!

Bom, um tempo atrás, a querida Hanny, responsável pela divulgação da obra, entrou em contato conosco para apresentar esse enredo e, assim que eu li a sinopse, me encantei e falei que com certeza iria fazer um post, convidando nossa família a engrenar nessa leitura.... eu demorei um pouquinho para vir aqui porque, como vocês viram em posts anteriores, andei preparando novidades e correndo com a Bienal! Mas, agora, voltei para trazer essa matéria para o Tbw Br!!! Vamos conferir?

***


"Em seu novo romance policial, Anatole Jelihovschi mergulha fundo no cotidiano das infâncias perdidas, dos relacionamentos partidos, das oportunidades que tantos ainda acreditam distantes demais da realidade. A morte e os seis mosqueteiros é a história de seis garotos muito amigos de uma favela. Quando crianças, tudo era uma grande brincadeira. Os meninos gostavam de se imaginar nos mundos de capa e espada, ou na peça O fantasma da ópera, mas na verdade moravam em uma favela violenta, com bandidos e policiais trocando tiros e matando gente. Ainda quando a infância sequer os havia deixado, a violência e o tráfico na comunidade em que viviam, de uma forma ou de outra, acabariam por envolvê-los em uma teia de morte, assassinando seus sentimentos, valores e, principalmente, sua amizade.

'A favela não seria um lugar ruim de morar não fossem os bandidos e policiais trocando tiros ou fazendo arruaças, a gente tem de manter distância dos dois. Às vezes passam muitos meses na maior calma. De repente se ouve uma chuva de tiros à noite. Gritos, injúrias, súplicas. Cheiro de pólvora, cheiro de carne queimada. De madrugada volta o silêncio. No dia seguinte lá estão os corpos no chão, cercados de poças de sangue; sangue escuro, endurecido, cheio de moscas.

Mas o mais assustador são as execuções dos dedos-duros.'

Eu simplesmente fiquei encantada com a proposta desse livro! O tema é tão real e tão tocante que eu não sei se vou conseguir lidar com tantas emoções durante a leitura.

A violência é, infelizmente, uma grande realidade no nosso meio social e só de pensar no que ela faz com diversas família inocentes, meu coração fica apertado. Aliás, o maior crime de todos é quando algo ou alguém corrompe os sonhos de uma criança....  A morte e os seis mosqueteiros nos traz esse tema, promete nos passar lições humanas muito importantes e vai "dar um tapa" na sociedade para que nós nunca mais viremos o rosto para alguns problemas, dizendo que eles não são nossa culpa.

Quer conhecer mais sobre esse autor genial? Claro, né???



Anatole Jelihovschi publicou Aves Migratórias (Planetário,2005), Rio Antigo (Rocco, 2009) e A gorda (Ímã Editorial, 2012). Em 2003, foi um dos finalistas do Concurso de Contos do Prosa & Verso, caderno literário do jornal O Globo. Anatole nasceu em 1950, no Rio de Janeiro e ainda guarda 10 livros inéditos. Em seu site e nas fanpages gosta de contar como a literatura nasceu dentro dele, antes mesmo que o amor e a vocação para as ciências exatas.


Anatole parece ser o tipo de pessoa que já nasceu com uma sensibilidade incrível para a escrita!

Tenho muito orgulho de ver autores como ele!

E, aí?? O que acharam disso tudo?

Eu estou extremamente ansiosa para ler esse livro e espero que vocês também tenham gostado!

Hanny, obrigada pela oportunidade que você nos deu! Amei conhecer esse trabalho lindo!

Beeeijos da Alê!

2 comentários