"Encontrando-me" - Cora Carmack.


Oláá, fãs de livros!!

E que tal falarmos agora do livro que a gente tantooooooooooo esperou??? 

Isso mesmo!!! Se você é fã de Cora Carmack assim como eu, não perca essa resenha, pois nossa doidinha Kelsey chegou abalando nossas estruturas.

***

Encontrando-me traz a história de Kelsey Summers, amiga fiel e mais vida louca de Bliss e Cade. Esses dois personagens já tiveram suas histórias contadas, respectivamente, em Perdendo-me e Fingindo, e, agora, chegou a vez da nossa Kels.... e posso dizer que valeu muito a pena esperar tanto por essa narrativa, pois Cora Carmack fechou a trilogia com chave de ouro.

Após terminar sua faculdade, Kelsey, diferentemente de seus amigos, resolveu sair em uma viagem pela Europa, para viver grandes aventuras, para conhecer novas pessoas e para tentar conhecer a si mesma. 

"Aventuras não acontecem se você estiver preocupado com o futuro ou apegado ao passado. Elas só existem no presente. E elas sempre, sempre surgem na hora mais inesperada e da forma mais improvável. Uma aventura é uma janela aberta, e um aventureiro é a pessoa disposta a rastejar pelo peitoril e saltar." (Pág:3)

Durante grande parte da viagem, Kelsey passou bebendo, dançando, gastando o cartão de crédito do pai, e tendo encontros casuais com caras aleatórios... e apesar de isso ser o sonho de uma grande parte das jovens de sua idade, ela sente, mesmo que por alguns instantes, um vazio no peito e questiona se suas ações estão mesmo valendo a pena.

Nossa mocinha tem muito mais bagagem do que apenas seu rostinho perfeito aparenta carregar. Kels carrega dramas, fantasmas e medos que nunca ousou admitir para ninguém e, por isso, usa sua máscara perfeita de atriz. No entanto, um homem pode confrontar toda essa guarda que ela possui e fazer com que esses fantasmas venham para a superfície.

Hunt é o tipo de homem nada sútil que tem um instinto protetor e sexy maior do que o normal. Ele e Kelsey se conhecem em uma boate em uma situação nada agradável para ela, e ele a zoa eternamente por isso, apesar de ficar ao seu lado nesse momento não tão bom.

Após alguns esbarrões por coincidência ~ ou não ~ Hunt propõe uma viagem por dez dias.... E Kelsey acha que essa é a verdadeira oportunidade para que a grande aventura de sua vida realmente aconteça. Além disso, ela acha que esse é um ótimo momento para que sua tensão sexual com Hunt seja resolvida...mas parece, Kelsey, que esse homem tem um baita autocontrole.

No meio disso tudo, Kels pode finalmente se encontrar, e Hunt, esse ex-militar bruto e maravilhoso, pode ter muito a ver com isso... no entanto, um segredo que ele esconde pode destruir a frágil estrutura de um relacionamento que poderia durar...

Com a mesma escrita cativante de sempre, Cora Carmack volta com um livro que arrebata o leitor e que nos faz sorrir, chorar e sentir um calor tremendo nas cenas quentes que rolam por aqui.

Só sabia que Hunt tinha ido longe demais e eu não precisava mais de preliminares. Toda a nossa maldita relação tinha sido uma preliminar. (Pág 204)

Acho que essa foi a história mais engraçada de Cora que eu já li.... nos outros livros, vemos o humor presente nas páginas, mas como Kelsey sempre foi a mais alegre, esse enredo foi o mais engraçado e divertido de ler... Hunt e ela me faziam rir até mesmo nas brigas.

Além disso, dessa vez, Cora aborda questões que precisam ser vistas por nossa socidade, como o abuso infantil. E a autora soube como trabalhar esse tema ao deixar seu recado: precisamos combater essa atitude horrenda, e não fechar os olhos para isso.

E, como disse no início da resenha e no nosso post de encomenda literária, essa obra fala muito sobre a descoberta do "eu", sobre futuro, sobre arriscar e sobre assumir suas próprias aventuras....
"O melhor da vida é aquilo que não podemos planejar. E é muito mais difícil encontrar felicidade quando se procura num só lugar. Às vezes, você simplesmente tem de se livrar do mapa. Admitir que não sabe para onde está indo e deixar de se pressionar para descobrir. Além disso... um mapa é uma vida que outra pessoa já viveu. É mais divertido criar seu próprio mapa." (Pág: 126)

Esse tema me lembrou muito de Apenas um dia e Apenas um ano da maravilhosa Gayle Forman, mas a narrativa desses enredos são bem diferentes.... Cora nos deu um ótimo livro Young Adult enquanto Gayle falava com excelência sobre essas reflexões através de Shakespeare.

Bom, infelizmente, não conseguirei escolher um personagem preferido, pois, para mim, o casal principal se completa de tal forma que é impossível escolher um e largar o outro. Kelsey e Hunt me mostraram como o amor funciona como um espelho em que um se enxerga no outro, e como esse sentimento pode destruir qualquer barreira.

Encontrando-me é um livro com drama, sexo, risada, amor e descobertas e, por isso, posso dizer que ele é sobre a vida....

Tenho certeza de que todos vocês irão amar esse livro e que o lerão em um dia, como eu fiz \o/

Espero que tenham gostado dessa resenha, pessoal!!! Quero ver os comentários de vocês aqui, hein?

Beijinhos da Alê!

3 comentários

  1. Adorei a resenha, Ale.
    Um livro de drama, que ainda te faz rir, é a combinação perfeita. E quando você disse que te lembrou Apenas Um Dia... Óbvio que apitou "comprar esse livro" na mente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii, que bom que gostou, meu amor!
      Tenho certeza absoluta de que você irá amar esse livro... sei que vc ama YA e, além disso, essa história tem bem aquele mundo de Apenas um dia, ahahha!
      Quando quiser, pega aqui comigo \o/
      Beijooos!

      Excluir
  2. Só do livro ter drama eu já curti. Você sabe como os meus gostos são peculiares. Vai pra listinha de futuras compras.

    ResponderExcluir