"A Irmã da Tempestade - As Sete Irmãs livro #2 "- Lucinda Riley


Olá, pessoal....tudo tranquilo??? Espero que sim...

Hoje, nós falaremos de A irmã da tempestade, o livro II da saga As sete irmãs, da autora Lucinda Riley. Como vocês já viram aqui, nós resenhamos o primeiro livro dessa saga que a meu ver é maravilhosa.

Esse segundo livro conta a história da irmã Ally, uma velejadora muito prestigiada na vida marinha. A história começa voltando um pouquinho ao primeiro livro com a morte de Pa Salt, o pai adotivo das meninas, que ao morrer deixa uma pista para cada uma de suas filhas para descobrir sobre as suas verdadeiras origens. Ally, a principio, não se interessa em desvendar o seu passado, mesmo com seu namorado Théo dando todo apoio para que ela o fizesse. Mas mais uma tragédia chega a vida de Ally. Seu grande amor Théo vem a falecer em um terrível acidente em alto mar e a vida de Ally se desmorona de vez.

Depois de alguns dias de luto e sem saber o que fazer da vida, jurando a si mesma que nunca mais pisaria em um barco, Ally decide ir atrás de respostas para a sua vida.

Ally segue as suas coordenadas e vai parar na Noruega, para desvendar uma história que pode ter relação com a sua. Ela começa a investigar a vida de Anna Landvik, uma camponesa muito talentosa que é descoberta por um grande descobridor de talentos. Em um dos infinitos ensaios para a estreia de peça de Grieg, ela conhece o músico Jens Halvorsen, um bom vivant que só quer saber de música e mulheres.

Podemos dizer que é um amor à primeira vista, e que Anna se joga de cabeça, arriscando tudo, inclusive a sua carreira para ficar com seu amado.

O que essas mulheres teriam em comum? O que as ligaria, como uma mulher do final do século XIX e uma contemporânea podem ter em comum? Essas são questões centrais e que acompanham a leitura página a página. De forma magistral, Lucinda cria um enredo em que o passado e o presente se confundem, sendo uma trama que faz jus às suas 521 páginas que são de puro contentamento.

**************************************

Nossa, eu curti muito o livro. Quando eu li o primeiro, fiquei muito curiosa em conhecer a história de todas as irmãs, e a história de Ally realmente me surpreendeu bastante.

É uma história lindíssima que nos faz viajar no tempo, pois quando Ally vai atrás de seu passado, ela nos presenteia com todo conhecimento histórico do século XIX. Nos traz sobre como eram as vestimentas naquela época, como eram os costumes e todo o glamour da sociedade aristocrática.

Não me considero uma pessoa esotérica, mas confesso que o livro me trouxe, em alguns momentos, uma grande curiosidade de conhecer mais sobre esse mundinho.

O tema em si do qual Lucinda se vale para explorar a trama das sete irmãs, o ato de descobrir sua origem, é muito válido, mesmo as irmãs sendo unidas e tendo sido criadas com conforto e amor, a possibilidade de descobrir qual sua origem, sua história, sua família com a qual compartilha genes é uma verdadeira dádiva, uma vez que ao que parece nenhuma dessas irmãs chegou ao paraíso de Pa Salt por um mero acaso.

Não tenha medo de se jogar na trama, Lucinda sabe como ninguém escrever histórias de passado e presente juntos em uma mesma trama, são duas histórias lindas, que prometem cativar, não há como não se encantar e emocionar-se por Anna e Ally, duas mulheres fortes, que superam as adversidades mesmo com o coração partido e isso as tornam ainda mais fortes. Outro ponto super interessante e que vale a pena ressaltar é o fato histórico que cada livro comporta, no caso Grieg, o compositor que dá vida a canção que consagra Anna realmente existiu.

Eu realmente fico sem palavras para dizer o quanto eu curti o livro e super recomendo a todos. Se você não leu o primeiro, não há nenhum problema, os livros são "independentes" e não atrapalha em nada começar pelo segundo, mas não deixe de ler o primeiro, pois é simplesmente maravilhoso, sem falar que o cenário central é a nossa terrinha, ou seja, deixa tudo mais gostoso.

Então não perca tempo e corra até a livraria mais próxima e adquira o seu, tenho certeza que você não irá se arrepender, e claro, quero ver sua opinião aqui, ok?

Beijokas e até a próxima....
Flay

"E agora, José?" - Papo Voraz.


Ooooie, genteeee!

Que tal conferirmos um vídeo do pai mais lindo dessa atmosfera literária???

Como vocês já viram antes, ele é fã de Jogos Vorazes e, por isso, não podíamos perder a chance de compartilhar a opinião dele com vocês, não é mesmo??

Apesar da demora, o vídeo finalmente está no ar \o/ 


.

E aí, o que acharam??? 

Esperamos os comentários de vocês, hein?

Beijos da Alê <3

Conclusão da Maratona U.L.A!


Oláá, pessoas lindas!

Como nós falamos antes, o Tbw Br entrou com os meninos do Bodega Literária e do Brainstorm numa maratona de leitura frenética nesse carnaval! Não viu nosso post falando sobre o assunto? Então, clique aqui para conferir! 

Essa foi a primeira maratona que o blog abraçou e posso falar que foi uma vitória!!! \o/

Minha meta era ler dois livros e um conto e, nesse tempo, consegui ler tudo e resenhar todas as histórias!! Iuuuh!

Por esse motivo, vou deixar aqui um resuminho das minhas impressões sobre cada obra. Para visualizar cada resenha na íntegra, basta clicar na imagem das histórias ;)

***



Renan Carvalho mais uma vez me surpreendeu com seu jeito de conduzir o texto. Desde o início, temos muita ação e suspense e as narrativas alternadas contribuem para esse ritmo do livro. Supernova é o tipo de série que te deixa sem fôlego e que faz com que você devore as páginas, querendo mais, querendo muito mais.

 

Todos Os Nossos Ontens é um enredo total e perfeitamente trabalhado com inteligência, sutileza; e é um thriller de tirar o fôlego. Muitas vezes eu só percebia que estava sem respirar quando o capítulo terminava.

 

Nessa obra, encontramos a sensibilidade de que todo adulto precisa para enfrentar sua intensa rotina e toda a ilusão que uma criança precisa para sonhar. Por esse motivo, O Príncipe Congelado não é uma história para ser contada apenas para crianças, mas, sim, para todos nós que ainda temos um lado da "Terra do Nunca" em nossos corações.

 ***

O que acharam dessa maratona??? 

Eu amei porque venci na vida pelo menos uma vez, hahaa!!

Os meninos também arrasaram demais nas metas deles. Então, se você quiser conferir todas as nossas atualizações, clique aqui ;D

Beijooos da Alê e até o próximo desafio!

Parceria com o autor Lucas Benetti.


Oiiie, amores!

Que tal começarmos esse final de semana com uma parceria linda??? 

Dessa vez, venho apresentar um autor chato demaixxxxxxxxx, que me pertuba todo dia, mas que mora no meu coração, ahaha!

E é com muitaaaaaaaaa honra que deixo agora esse paulixxxxxxta ( que zomba do meu sotaque) falar com vocês!

***


"Olá, eu sou o Lucas Benetti.

E neste momento você provavelmente deve estar pensando em “quem é Lucas Benetti na fila do pão e o que ele está fazendo aqui no blog da diva, musa, rainha da night Alexandra”, certo? E a verdade é uma só: estou aqui pela comida.

O quê? Não vai ter comida? Mas não era uma festa para comemorarmos o mais novo parceiro do blog? Eu não ia subir no palco e discursar durante 30 minutos ininterruptos enquanto todos fariam reverências e atirariam rosas em minha direção? Eu não ia falar o quanto sou maravilhoso e supimpa logo depois de todos entoarem o grito "salvem Lucas Benetti, o príncipe das histórias e senhor de todos os segredos guardados no sal dos oceanos? E depois de toda essa parte chata não iríamos todos nos esbaldar num open de coxinha, Negresco e Ki-suco? Bom, foi o que a dona desse blog me prometeu, então acho que vocês devem cobrá-la. Bora fazer spam no chat do face dela? =D Quem topa?

Antes, porém – já que estamos todos aqui sem coxinha e aquecendo nossos dedos para a vingança spammer contra a tal da Alexandra Cristina –, gostaria de me apresentar. Sou escritor, roteirista e narrador de histórias certificado pela Prefeitura de SP. Às vezes, vendo poções, leio a sorte em óleo de pastel de queijo e procuro por mensagens do submundo nas músicas do Molejããão.

Meu livro, "Andurá", vencedor do Prêmio Off Flip de Literatura 2014 (categoria infantojuvenil), será lançado em breve (mas já está em pré-venda – quer comprar? Pergunte-me como); e, também em breve, minha primeira HQ será publicada na 2ª edição do Gibi Quântico, vencedor do Prêmio HQ Mix.

Já tive um blog onde contava histórias baseadas em letras de músicas; já fui roteirista de uma série animada; já tive um conto na lista de e-books mais vendidos da Amazon; lancei uma websérie onde escritores, blogueiros e vlogueiros liam uma história minha; tive um conto selecionado como o melhor conto de Natal do site Fanfic Addiction (o site está em manutenção, portanto, provisoriamente, você pode ler a história aqui); e, recentemente, tive um texto publicado no Cooltural.

Por fim, atualmente estou trabalhando em alguns roteiros e livros infantis, além de um romance sobre mentiras, histórias, salamandras e tortas de carne.

Se alguém quiser conversar, perguntar algo, ~~ comprar meu livro ~~, ou compartilhar um plano infalível para dominarmos o mundo, no meu site provisório tem os links das minhas redes sociais, tem meu endereço, tem as horas que acordo e vou dormir, tem meu e-mail, tem o número do meu fax e o rastro das ondas telepáticas da minha mente. Então é só dar um salve!

Bye! "

*** 

E aí, o que acharam dessa figura? hahaha!

O Lucas é uma pessoa sensacional e um autor incrível, por isso, o indico para todo mundo!

E se você é do RJ e quer conhecê-lo, clique aqui para conferir a programação do nosso evento sobre nacionais, pois o Sr. Benetti estará presente!

Espero que tenham gostado dessa apresentação, galera!

Beijo, beijo,

Alê!

"O Príncipe Congelado" - Raigor L. Ferreira.


Oiiie, gente!

Passei aqui para finalmente trazer a resenha do nosso parceiro Raigor L. Ferreira. Já o apresentamos para vocês (se você não viu, clique aqui para conferir) e, agora, chegou a vez de falarmos sobre o conto que ele nos disponibilizou!

Gosta de reinos, príncipes e magia? Então, não perca esse post ;)

***

O Príncipe Congelado nos traz a história de Phelipe, um príncipe que sofreu com muitas cobranças de seu pai, enquanto sua mãe tentava aliviar a pressão que o rei fazia para que o filho aprendesse "serviços militares". Após muitas brigas e desastres, o pequeno herdeiro se isola de tudo e de todos e começa, misteriosamente, a congelar. 

O Reino de Arvoredo entristece com o distanciamento do futuro rei e, aos poucos, todos os lugares do reino vão perdendo o calor, e vão ficando frios, como o príncipe. No entanto, a chegada de uma princesa com certa singularidade pode aquecer o coração do príncipe e de todos os súditos.

Nesse conto, Raigor nos traz um enredo repleto da magia dos contos de fadas. Ao ler, me senti como na época em que meu pai me contava histórias antes de dormir e em que eu sonhava com fadas, príncipes e tudo mais. 

Nessa obra, encontramos a sensibilidade de que todo adulto precisa para enfrentar sua intensa rotina e toda a ilusão que uma criança precisa para sonhar. Por esse motivo, O Príncipe Congelado não é uma história para ser contada apenas para crianças, mas, sim, para todos nós que ainda temos um lado da "Terra do Nunca" em nossos corações.

Com uma linguagem leve e gostosa, o leitor entra em conexão com as palavras, como em uma melodia, e nem percebe quando o ponto final chega.

Preciso confessar que lembrei muito de Frozen ao ler e acho que todos vocês vão ter o mesmo sentimento, mas não fiquem obcecados por "abraços quentinhos", okay? 

Bom, para encerrar essa pequena resenha, só preciso falar que a única coisa que me fez falta foi a presença de maiores diálogos. Porém, por se tratar de um conto, entendi que tudo deveria ser reduzido para uma adaptação ao gênero. 

MAAAAAAAAAAAAS, Raigor, se você quiser aumentar o conto ou fazer um bônus, nós vamos amar, hehehe!

Espero que tenham gostado dessa história tanto quanto eu, pessoal!

Beijinhos da Alê!

"Todos Os Nossos Ontens" - Cristin Terrill.



Oie, galera!

Hoje, vou falar de um livro que me deixou sem palavras para expressar toda a admiração que senti ao ler cada página e ao chegar ao fim!

Essa obra de hoje é tão sensacional que eu não sei se conseguirei fazer um post sem surtos, mas prometo que vou tentar. Então, se você gosta de distopia, ação, suspense e um enredo arrebatador, não perca essa resenha ;)

***

Todos Os Nossos Ontens nos traz a história de Em, uma garota presa em uma cela dentro de uma base militar, e de Finn, o garoto do outro lado da parede da mesma cela. Ambos tentaram de tudo para evitar que uma máquina do tempo capaz de destruir o mundo fosse construída. No entanto, apenas uma opção resta, e Em parece ser a única capaz de acabar com os absurdos que um Doutor cruel, frio e determinado anda realizando. E é melhor que ela consiga cumprir logo sua missão, pois guerras, bombas e desastres acontecem por todo o planeta.

Paralelamente, ficamos cara a cara com Marina, uma menina com vida tranquila e que é completamente apaixonada por James, seu melhor amigo. Marina vive sem maiores preocupações e, por isso, fica dentro de sua bolha particular. Mas, em determinado momento, ela pode explodir e a menina pode descobrir coisas e atitudes que não esperava encontrar em seu amigo.

Em e Marina têm suas vidas entrelaçadas de uma forma única e atemporal, mostrando o crescimento de uma e a inocência preservada da outra, fatos que se completam e deixam o leitor arrepiado. As narrativas alternadas das duas fazem com que o leitor consiga entender cada peça do quebra-cabeça enquanto avança pelos capítulos.

Todos Os Nossos Ontens é um enredo total e perfeitamente trabalhado com inteligência, sutileza; e é um thriller de tirar o fôlego. Muitas vezes eu só percebia que estava sem respirar quando o capítulo terminava.

Cristin Terrill nos deu a possibilidade de enxergar diversas possibilidades e caminhos diferentes enquanto tudo ia sendo contado e, de uma forma ou de outra, você se sente dentro do livro e sente o peso de cada responsabilidade que os personagens carregam sobre si.

Além de todos esses impasses, encontramos um romance que parece ser evidente e outro que aos poucos vai conquistando nosso coração. E acho que esse foi um dos pontos altos da obra, pois a autora sobre harmonizar o clima tenso da guerra, da viagem no tempo e das conspirações, com uma atmosfera de amor, amizade, consciência humana e redenção. Tudo foi feito com uma dosagem certa, gostosa e inspiradora.

Em e Marina precisam correr contra o tempo - uma arma que se mostra muito perigosa - e apenas uma delas vai conseguir cumprir seu objetivo. Qual delas finalizará essa missão?

Acho que não fiz jus à grandiosidade que Todos Os Nossos Ontens nos traz, pois não consigo expressar tudo que o meu psicológico sofreu enquanto eu lia. Assim, só posso recomendar muitoooo essa leitura! Tenho certeza de que vocês irão amar!

Beijooos da Alê!

"Supernova - A Estrela dos Mortos" - Renan Carvalho.


Oooie, amores!

Dessa vez, volto com a continuação do livro Supernova: O Encantador de Flechas do nosso querido Renan Carvalho.

Como amamos um bom nacional e como ficamos loucos com essa história, é claro que falaríamos com vocês sobre mais esse enredo, não é mesmo?

Então, se você, assim como a gente, ama ação, aventura e magia, não deixe de conferir esse post ;)


***

Supernova: A Estrela dos Mortos nos traz a continuação da história de Leran Yandel e sua irmã Luana, uma menina com poderes e uma magia muito especial ( Se você não viu a resenha do primeiro livro da série, clique aqui para conferir). Depois de fugir de Acigam, Leran e Luana tentam encontrar aliados que possam ajudar a garota a controlar seu grande poder. No entanto, com caçadores seguindo seus passos, o caminho dos irmãos pode ser ainda mais difícil do que o esperado.

Paralelamente, conhecemos Tlavi Hur, a grande Estrela da cura, que tenta com todas as suas forças descobrir as causas do surgimento de uma força das Trevas. Com toda sua luz e com seu exército, Tlavi entra numa luta em que a morte nem sempre pode acabar com seus inimigos.

O destino de Leran, de Luana, de Tlavi e de outros personagens importantes podem se reunir e fazer com que uma aliança seja formada. Mas será que eles conseguirão destruir a Estrela dos Mortos?

Renan Carvalho mais uma vez me surpreendeu com seu jeito de conduzir o texto. Desde o início, temos muita ação e suspense e as narrativas alternadas contribuem para esse ritmo do livro. Supernova é o tipo de série que te deixa sem fôlego e que faz com que você devore as páginas, querendo mais, querendo muito mais.

Preciso confessar que ao começar o livro, a leitura não estava fluindo para mim, mas isso aconteceu porque eu estava numa baita ressaca literária. E, graças ao desenrolar do enredo do Renan, finalmente consegui sair desse tempo de leitura parada.

Como disse para vocês no post sobre o primeiro livro, amo epílogos, mas Renan Carvalho sempre me faz preferir seus prólogos. Afinal, ele coloca uma dose de história, de mistério e de magia que envolve todas as páginas.

Nessa continuação, amei perceber o amadurecimentos de certos personagens. Luana, por exemplo, sofreu uma baita mudança e eu gostei muito de sua personalidade determinada e inquieta. Já com Leran, eu tive uma relação de amor e ódio, porque determinadas atitudes dele me irritavam, mas, logo depois, ele fazia algo sensacional e eu o perdoava e entendia sua postura anterior ( como quando age total e irritantemente protetor com Luana).

Mas, deixando os antigos personagens, preciso comentar sobre os novos! Amei demaiiiiiiiiis o Gueth, irmão de Tlavi. Ele é um cara altruísta, encantador e que, nossa, sem palavras para descrevê-lo. E Tlavi me fez ficar com o mesmo sentimento que tive com Leran. Por ter uma grande responsabilidade nas costas, suas ações me davam um pouco de raiva às vezes... mas, ao analisar tudo, você até entende o porquê de ela se distanciar de problemas pessoais. Acho que essa Estrela se daria muito bem com Leran ;)

E o Gueth.... bom... já que ele não pode ficar comigo, que ele fique com alguma menina teimosa (que eu shippo no livro).

Com um enredo repleto de significados, suspense e histórias complexas, Supernova - A Estrela dos Mortos conquistou meu coração mais do que o livro anterior. Percebi como o autor soube explorar sua escrita para conduzir cada detalhe de uma forma sutil e genial, e isso com certeza foi o ponto alto da obra. Ah, e, claro, as ilustrações que estão presentes no livro, como no anterior, deram uma atmosfera ainda mais real para a história!

Agora, nos resta esperar pela continuação!! Renan, por favor, lança logo o terceiro livro \o/

Tenho certeza de que vocês não vão se decepcionar com a leitura ;)

Espero que tenham gostado dessa resenha e, para encerrar, vou deixar aqui o book trailer dessa obra fantástica.



.

Beiiijos da Alê!

"A Herdeira" - Kiera Cass



Oii, gente, como vai a vida? Vim trazer a resenha desse livro maravilhoso, de uma autora maravilhosa.

Eu e Ale já tínhamos lido esse livro desde que saiu, há alguns meses. Filmamos uma resenha, mas o vídeo deu vários problemas, e como não podemos deixar de fora essa Seleção de garotos, tive que vir escrever uma resenha para vocês!

Esse livro é o quarto da série A Seleção, e conta a história da filha de America, Eadlyn, e sua própria Seleção. Mas, não há problema em ler A Herdeira, sem ter lido os livros anteriores. O entendimento não seria comprometido.

Eadlyn nasceu um pouco antes de seu irmão, Ahren, e por isso, segura o peso de herdar a coroa de seu pai. Não que isso seja um problema, Eadlyn é independente, poderosa, e não precisa de um marido para sentar ao lado de seu trono. E, apesar de sua mãe ter mudado as normas para que ela possa governar sozinha, surgiu a necessidade de ser feita uma Seleção. O mesmo concurso que juntou seus pais, agora se repetiria com ela. 35 garotos andando pelo palácio, e ela deveria escolher um para se casar.

O sonho de toda garota, certo? Isso se Eadlyn quisesse se casar. Mas infelizmente, esse seu desejo é ignorado, e a Seleção começa. Será que Eadlyn continuará teimando que não precisa de nenhum marido, ou seu coração será amolecido por um dos 35 jovens?

O livro foi muito bem escrito, claro, afinal foi a fofa da Kiera Cass que escreveu. Eu fiquei empolgada com lançamento do livro desde que ele saiu, então imagine como estavam as minhas expectativas! Até um dia antes de ler, quando vi alguns comentários de pessoas que já tinham lido, como: “A Eadlyn é chata, muito mimada”, “me decepcionei com o livro”, “esperava mais” e tal. Isso murchou bastante minha vontade de ler, mas não me desmotivou.

Li o livro em um dia, sem conseguir parar, é sério! Haha. Todo o universo de Illéa de volta, e 35 garotos naquele palácio, não tem como não se apaixonar. Fiquei a todo momento tentando desvendar os garotos, e escolher qual gostava mais, e torcendo para que Eadlyn enxergasse que para ser independente, não precisa ser sozinha.

Eadlyn é mimada e chata em alguns momentos, mas achei interessante o fato de que ela vai crescendo ao longo do livro, e aprendendo com a sua Seleção. Muitas pessoas esperavam uma segunda América, quando na verdade, ela é a própria Eadlyn. É uma princesa, cercada de luxo, e vive escutando que será a futura rainha, é claro que não vai ser como a mãe, uma Cinco que vivia humildemente. Kiera foi inteligente, e a personalidade de Eadlyn é fruto de sua criação. E ela não é uma personagem ruim. É forte, destemida, e sabe que não precisa de homem para governar bem o seu país.

O que achei muito legal também foi ver os personagens que tanto gosto, vinte anos depois do final de A Escolha. Como são adultos agora, têm filhos e um passado,  que contaram ou não para suas "crianças"! Sei mais da vida de América que a própria Eadlyn. Me apaixonei de novo por eles, e agradeço a Kiera Cass por ter nos mostrado mais sobre esses personagens queridos.

Enquanto aos 35 garotos... Eu amei! Já era legal com as garotas, e agora com garotos! Fora que eu tenho um sério problema de shippar casais, e não sei de quem eu mais gosto. Como faço para escolher? Haha. Acho que tenho que esperar o próximo livro, para conhecer mais, e saber quem Eadlyn vai escolher.

E preciso fazer um comentário de OLHA ESSA CAPA DE A HERDEIRA GENTE! Maravilhosaaaaa.

E já saiu a capa do segundo também, The Crown (A Coroa, em português), mas infelizmente, não é tão bonita, e recebeu várias críticas na internet...


A cabeça dela tá meio estranha, não é? Mas eu gostei do vestido, e da cor bem forte. E não vamos julgar o livro pela capa, né? Haha. Tenho certeza que ele vai estar tão bom quantos os outros e mal posso esperar. O livro chega em maio de 2016, tanto nos EUA, quanto aqui. E como a história de Eadlyn é uma duologia, esse livro é a conclusão. Agora só resta esperar, e aguentar a ansiedade.

Até a próxima, amoress,

Xoxo - T

Maratona U.L.A| (O que fazer nesse carnaval?)

Ilustração de Ziraldo.


Oiiie, galera! 

Quem tá animado aqui para ficar quietinho em casa aproveitando para colocar as séries, as leituras e o sono em dia no carnaval? 
\o/ eu aquiiii, ó!!


Como nasci em pleno sábado de carnaval, minha cota de folia acabou assim que eu cheguei ao mundo, hehe, então, pensando nessa alternativa de ficar de boas em casa, os lindos Leonardo, do Brainstorm, e Rodolfo, do Bodega Literária, criaram conosco uma maratona literária para esses dias de descanso!!!!

Nós criamos a Maratona U.L.A. (Unidos da Leitura Atrasada) para colocarmos nossas leituras em dia. Não sei os meninos, mas eu não tenho aula durante toda essa semana, então, de hoje até sexta-feira que vem, pretendo terminar de ler dois livros e um conto:

 


Durante toda a maratona, nós vamos usar a hastag #MaratonaUla2016 em nossas redes sociais... por isso, não perca a oportunidade de entrar nessa aventura conosco!!!

Bom carnaval e boa leitura para todos, amores!

Beijos da Alê <3

Papo de autora com Ana Beatriz Brandão! #9



BLOGUEIRO + AUTOR = PARCERIA

Bom, há um tempo estou devendo um post novo pra coluna, peço desculpa pelo sumiço, mas veio a Bienal, depois eventos em SP, depois provas finais no colégio, festas, livro novo, AIMEUDEUS!!!

Agora, podendo respirar um pouco mais aliviada, finalmente consegui sentar para escrever esse artigo, para falar sobre algo que é muito importante para um escritor: parceria com blogueiros/vlogueiros.

Uma das ferramentas de divulgação mais importantes no mercado literário são aquelas pessoas queridas que dedicam seu tempo livre, para ler o seu livro e depois falar dele (bem ou mal) na internet. Os blogueiros são os melhores parceiros para divulgar seu trabalho, seja através do facebook, blog, instagram, twitter ou youtube.

Eles têm um alcance muito maior do que alguns meios de comunicação, porque falam diretamente com seu público alvo. Quem acompanha blogs/vlogs literários, são pessoas que gostam de ler, logo, procuram dicas de livros e os blogueiros são a ligação entre o autor e os leitores.

Infelizmente nem tudo são flores no caminho. Eu levei quase dois anos para montar uma lista de blogs parceiros, levei muito calote, chute, empurrão pelo caminho, blogueiros que se comprometeram a fazer resenha, receberam o livro gratuitamente e até hoje (alguns estão com o livro há mais de 1 ano) nada de resenha, outros por não conseguirem firmar parceria (por motivos diversos) saem fazendo comentários contra meu trabalho, nos post de blogs que conseguiram. Mas, a grande maioria, são de blogueiros MARAVILHOSOS, que trabalham de forma honesta, sim ser blogueiro é um trabalho e dá trabalho e como tal deve ser reconhecido, e são esses que eu sempre indico, renovo parceria, faço promoção em conjunto e divulgo.

Existem muitas formas de se fazer parceria, desde ceder um livro para ser resenhado, ou através de booktour (onde você manda o livro e o blogueiro devolve depois de ler), que é muito usado por autores que não tem muitos exemplares disponíveis; ou venda do exemplar com desconto para os blogueiros; ou até mesmo parceria para divulgação de um sorteio ou algo do tipo.

Eu tenho um documento que envio para os blogueiros que querem fazer parceria comigo, com todas as regras e deveres de ambos, e só envio o livro quando o blogueiro aceita todos os termos, mesmo assim, às vezes, acontece de não dar certo, mas isso não me impede de continuar fazendo novas parcerias quando eu posso.

Costumo falar que não tenho parceiros, tenho amigos, porque muitos blogueiros que me acompanham desde o começo se tornaram grandes amigos, me apoiam, me defendem e me ajudam. Sou muito grata a todos. E sempre que um autor me pede indicação de blogs, eles são os primeiros a serem indicados, porque sei que trabalham da forma mais honesta e imparcial possível.

Blogueiro bom é aquele que expressa sua opinião sem denegrir a imagem ou o trabalho do autor, é aquele que entende que existem gostos diversos, e se o livro não agradou a ele, poderá agradar a outros. São aqueles que respeitam os prazos e os cumpre. E o mais importante de tudo, blogueiro bom mesmo é aquele que não pensa só em ter mais um livro na estante, ele realmente se preocupa e quer ajudar a divulgar a literatura nacional.

Cabe também ao autor respeitar a opinião do blogueiro parceiro e lembrar que, não é porque você cedeu um exemplar para ele, que agora é dono do blog, que ele tem obrigação de divulgar seu trabalho todo dia, falar bem do seu livro, mesmo não tendo gostado, e que ele é seu assessor de imprensa e tem que sempre estar a sua disposição fazendo postagens sobre seu trabalho.

Vou deixar aqui pra vocês alguns blogs que eu gosto muito e acompanho sempre, e que são de blogueiros/ vlogueiros maravilhosos, e valem a pena ter entre os parceiros:

A Culpa é dos Livros, a Alyssa é uma blogueira muito fofa, impossível não se apaixonar por ela e pelo canal:

https://www.youtube.com/channel/UCP9yvsSFKEFdFpcJK5VOICg

Daniel Destro, adoro as resenhas dele, sempre muito divertidas e o canal sempre tem dicas ótimas de leitura:

https://www.youtube.com/channel/UC5YYh_p7LExBEjeAKlDu1JA

Camila Deus Dará, honestidade e sinceridade são com ela mesma, adoro essa mulher:


Angélica Lima, uma das blogueiras mais incríveis que conheço:


Thays Lima (fanática pelo Dorian, acha que ele é marido dela):


Siméia Silva é uma querida e escreve resenhas maravilhosas:


Beatriz Andrade, além de uma blogueira incrível, também é uma escritora muito talentosa:

http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br/

Carol Mariotti, uma blogueira super querida e dedicada a divulgar os autores nacionais:


E é óbvio que ela estaria entre minhas blogueiras preferidas e mais queridas Alexandra, aqui desse blog maravilhoso:


Bom é isso, espero que tenham gostado do post de hoje, e que façam boas parcerias!!! 


Beijo com asas de anjo!


***

Amei essas dicas da Ana! E vocês, amores???

Espero que tenham curtido tanto quanto eu!

Beijos da Alê!

"Papel e Tinta" - Talia Fonseca.


Oiiie, gente!

Hoje, vim aqui apresentar a linda Talia Fonseca para vocês!!! Essa linda autora faz um trabalho incrível e, por isso, o Tbw Br amoooou demais essa parceria! 

Vamos conhecer essa querida??  Let's go!

***
Sobre a autora.


Talia Fonseca nasceu em Minas Gerais, e aos 13 anos de idade descobriu que poderia criar um mundo próprio onde fosse capaz de ser e fazer coisas que a limitação deste não permitem. Embora tenha 18 anos, vê o mundo com os olhos de uma criança que ainda acredita que a verdadeira magia mora dentro de cada um de nós. Escritora e sonhadora em tempo integral, pretende cursar Jornalismo. Apaixonou-se por livros quando descobriu na biblioteca da escola Percy Jackson e o ladrão de raios, um livro dos primeiros livros de Rick Riordan com qual teve contato, e desde então não parou de devora-los. Aprimorou sua escrita e atualmente trabalha na continuação de seu primeiro livro de ficção, e em Papel e tinta, uma tentativa de escrita mais leve e engraçada, dentre vários outros projetos.

            Atualmente é a mente por detrás de Em busca de uma estrela cadente, um projeto que visa encontrar uma casa literária para Papel e tinta, que tem através da plataforma Wattpad, encantado e cativado muitos leitores. 

Sobre a obra.


Papel e Tinta, uma história complexa, conta a partir do ponto de vista de Sophie Colfer as mudanças constantes em um curto período de tempo que a levam para longe de casa direto para um novo conjunto de cores que dará vida a sua monótona cor cinza. Contanto com personagens profundos e surpresas, Papel e tinta é uma grande metáfora trabalhada com fatores importantes que possuem mensagens ainda não reveladas, mas importantes do ponto de vista da autora, que formam os tão citados por Talia, caçadores de estrelas cadentes. 

***

Só eu fiquei apaixonada por toda essa descrição????

A Talia é uma pessoa fantástica e amamos firmar essa parceria com ela! Por isso, espero que também curtam conhecê-la!

Clique aqui para conferir essa história que promete nos encantar!

Beijoos da Alê!

De fã para fã: Shadowhunters




Olááaáá, meu povo lindo. Eu, Thamiris, estou aqui para falar de algo por qual sou apaixonada. A série Instrumentos Mortais, e tudo mais que Cassandra Clare escreve sobre esse universo.

Eu leio essa série desde 2010, e, quando fui comprar, recebi a seguinte informação da vendedora: “Esse vai virar filme”. Sem nunca ter ouvido falar, comprei e engoli o livro! E então tive que pacientemente esperar pelo resto da saga ser lançado.

Em 2013, finalmente se cumpre a promessa da vendedora, e o filme chega aos cinemas. Imaginem minha expectativa de três anos por esse filme!

Até o meio, ele ia bem, tudo certinho, fiel na medida do possível. Mas quando chega o final... Triste, lastimável, uma bagunça só. Não gostei. Ao contrário de muitas pessoas, amei o cast, sim, atuaram bem, mas não foi o suficiente para segurar o filme. Foi um fracasso de bilheteria, e a continuação foi cancelada. O fim de um sonho. Já não bastava Percy Jackson?

Até que uma luz desceu do céu, e os fãs ganharam mais uma chance de ver a história adaptada: Uma série de TV. Fiquei eufórica, claro. Mas a nuvem cinza do filme ainda pairava sobre mim. Será que vai ser bom?

Eis que antes da estreia, o Netflix compra os direitos da série (produzida pela Freeform, antiga ABC Family), e eu agradeço a Deus por ter ouvido minhas preces!

Em janeiro, a série estreou, e apesar dos pontos não fiéis, é uma séria maravilhosa. Muito boa mesmo. Tenho a consciência de que é impossível ser fiel ao livro, em série ou em filme, por isso, aceitei as mudanças, e gostei muito da série.

Para quem amou o filme ou o seu cast, aconselho a assistir a série os apagando da cabeça, pois comparações apenas atrapalham. Em alguns pontos, o filme está mais fiel, em outros, não. Mas o importante é aproveitar, pois esses personagens que amamos estão sendo representados em uma série de TV.

Eis aqui alguns motivos do porquê você não pode perder Shadowhunters!

- A história é muito boa.

Aqui vai um resumo, para você que não leu os livros ou não tem nenhuma noção sobre do que se trata.

Clary Fray era uma garota normal, bebia café, desenhava, assistia a banda de seu melhor amigo, Simon. Nada de diferente nela, pelo menos era isso que pensava. Os acontecimentos estranhos dão início na boate em que vai. Três pessoas matam um cara, e ela é a única que parece notar. Mais tarde naquele dia, sua mãe é sequestrada, um demônio aparece na sua sala de estar, e um cara gato acerta esse ser com uma espada brilhante (não, não é um sabre de luz). E pior ainda, parece que ela é como ele. Metade anjo, metade humano, e o dever deles na terra é matar demônios. Usam runas pelo corpo, e são chamados de Shadowhunters. E de repente, todas as fantasias são reais. Fadas, vampiros, lobisomens... Mas Clary só liga para uma coisa: Precisa achar sua mãe.

Wow né, gente. Muita informação de uma vez? Haha. A plot é basicamente essa, mas para mais informações, sugiro assistir a série (ou ler os livros, ou ver o filme...).

- Tem no netflix!

Toda quarta-feira é postado um novo episódio, e por enquanto nem são muitos. Difícil é esperar o próximo!

- Tem várias cenas de luta, e umas armas legais!

A série contém, além de romance, muita ação. Afinal, eles matam demônios. Então há perseguição, morte, e várias criaturas sobrenaturais.


- Tem um cast lindo e maravilhoso

Muitas pessoas reclamaram do cast anterior, e admito que é muito difícil não comparar os atores. Mas é necessário deixar o filme de lado nesse momento. Eu ainda estava receosa em relação ao cast nos primeiros episódios, foi apenas no episódio três que os enxerguei melhor, a personalidade se desenvolvendo, e reparei que em séries de TV, é preciso ser paciente. Os atores estão fazendo um ótimo trabalho, e agora é torcer para que continuem.


E se você ainda quer saber mais um pouco, aqui vai o teaser legendado.

.

A série tem tudo para ser um sucesso, e espero que renovem para cada vez mais temporadas! Espero que gostem, e que o anjo esteja com vocês.

Xoxo - Thamiris