"Supernova - A Estrela dos Mortos" - Renan Carvalho.


Oooie, amores!

Dessa vez, volto com a continuação do livro Supernova: O Encantador de Flechas do nosso querido Renan Carvalho.

Como amamos um bom nacional e como ficamos loucos com essa história, é claro que falaríamos com vocês sobre mais esse enredo, não é mesmo?

Então, se você, assim como a gente, ama ação, aventura e magia, não deixe de conferir esse post ;)


***

Supernova: A Estrela dos Mortos nos traz a continuação da história de Leran Yandel e sua irmã Luana, uma menina com poderes e uma magia muito especial ( Se você não viu a resenha do primeiro livro da série, clique aqui para conferir). Depois de fugir de Acigam, Leran e Luana tentam encontrar aliados que possam ajudar a garota a controlar seu grande poder. No entanto, com caçadores seguindo seus passos, o caminho dos irmãos pode ser ainda mais difícil do que o esperado.

Paralelamente, conhecemos Tlavi Hur, a grande Estrela da cura, que tenta com todas as suas forças descobrir as causas do surgimento de uma força das Trevas. Com toda sua luz e com seu exército, Tlavi entra numa luta em que a morte nem sempre pode acabar com seus inimigos.

O destino de Leran, de Luana, de Tlavi e de outros personagens importantes podem se reunir e fazer com que uma aliança seja formada. Mas será que eles conseguirão destruir a Estrela dos Mortos?

Renan Carvalho mais uma vez me surpreendeu com seu jeito de conduzir o texto. Desde o início, temos muita ação e suspense e as narrativas alternadas contribuem para esse ritmo do livro. Supernova é o tipo de série que te deixa sem fôlego e que faz com que você devore as páginas, querendo mais, querendo muito mais.

Preciso confessar que ao começar o livro, a leitura não estava fluindo para mim, mas isso aconteceu porque eu estava numa baita ressaca literária. E, graças ao desenrolar do enredo do Renan, finalmente consegui sair desse tempo de leitura parada.

Como disse para vocês no post sobre o primeiro livro, amo epílogos, mas Renan Carvalho sempre me faz preferir seus prólogos. Afinal, ele coloca uma dose de história, de mistério e de magia que envolve todas as páginas.

Nessa continuação, amei perceber o amadurecimentos de certos personagens. Luana, por exemplo, sofreu uma baita mudança e eu gostei muito de sua personalidade determinada e inquieta. Já com Leran, eu tive uma relação de amor e ódio, porque determinadas atitudes dele me irritavam, mas, logo depois, ele fazia algo sensacional e eu o perdoava e entendia sua postura anterior ( como quando age total e irritantemente protetor com Luana).

Mas, deixando os antigos personagens, preciso comentar sobre os novos! Amei demaiiiiiiiiis o Gueth, irmão de Tlavi. Ele é um cara altruísta, encantador e que, nossa, sem palavras para descrevê-lo. E Tlavi me fez ficar com o mesmo sentimento que tive com Leran. Por ter uma grande responsabilidade nas costas, suas ações me davam um pouco de raiva às vezes... mas, ao analisar tudo, você até entende o porquê de ela se distanciar de problemas pessoais. Acho que essa Estrela se daria muito bem com Leran ;)

E o Gueth.... bom... já que ele não pode ficar comigo, que ele fique com alguma menina teimosa (que eu shippo no livro).

Com um enredo repleto de significados, suspense e histórias complexas, Supernova - A Estrela dos Mortos conquistou meu coração mais do que o livro anterior. Percebi como o autor soube explorar sua escrita para conduzir cada detalhe de uma forma sutil e genial, e isso com certeza foi o ponto alto da obra. Ah, e, claro, as ilustrações que estão presentes no livro, como no anterior, deram uma atmosfera ainda mais real para a história!

Agora, nos resta esperar pela continuação!! Renan, por favor, lança logo o terceiro livro \o/

Tenho certeza de que vocês não vão se decepcionar com a leitura ;)

Espero que tenham gostado dessa resenha e, para encerrar, vou deixar aqui o book trailer dessa obra fantástica.



.

Beiiijos da Alê!

Um comentário

  1. Eu já conhecia por essa obra e ela não me prendeu. Mas com todos os quotes que você eu vou precisar ler essas obras do Renan algum dia. Ainda acho que ele observou a gente, porque os personagens são a nossa cara. Hahahaha
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir