"4 Semanas de Prazer" - Julianna Costa.



Oláááááááá, pessoal....como vão todos???? Espero que bem e em dia com suas leituras...kkkkkk

Primeiramente quero registrar aqui que ontem, dia 23/04, foi o dia mundial do livro...ebaaaaa....adoro registrar essas datas, ainda mais quando vou falar de um livro maravilhoso como este.

Hoje falaremos de 4 semanas de prazer, da querida autora Julianna Costa. Mais feliz ainda de ser a primeira resenha que fazemos de um livro enviado pela nossa querida e mais nova parceira, a Universo dos livros.

O livro conta a história de Dominique Thoen, uma advogada muito competente e ambiciosa e que desde muito nova sempre batalhou para alcançar seus objetivos e de Gregory Holt, também advogado, mas que sempre teve tudo muito fácil em sua vida. De família de renome e uma das mais ricas do país. 

Devido às enumeras dificuldades e discriminações que teve ao longo de sua vida, Dominique se tornou uma mulher fria, calculista e sem amigos. 

Dominique e Gregory trabalham no mesmo escritório, mas vivem como cão e gato.  Justamente por ter esse comportamento frio, todos no escritório a chamavam de megera, e Gregory era um deles.
Trabalhando no mesmo lugar e morando na mesma rua, ambos só fizeram aumentar a desavença de um para com o outro. Dom (como Dominique era chamada) sempre entrando com um processo atrás do outro contra Gregy, seja porque seu cachorro latia o tempo todo ou por qualquer outro motivo.
A situação entre os dois piora quando Gregory faz um vídeo de Dom em uma cena intima e este a ameaça a colocar o vídeo na internet. Desesperada que este vídeo vaze, Dom fala para que Gregy peça algo em troca para que o vídeo não venha a ser publicado. Com a finalidade de humilhar Dominique, Gregory, que está de mudança, propõe que Dominique o acompanhe até a sua nova residencia e organize toda a sua mudança, não só colocando as coisas no lugar, mas também em limpar, lavar e cozinhar para ele no período de 4 semanas. Sem saída ela decide aceitar, mas claro, já prevendo algum tipo de vingança contra seu algoz.

Ao chegar na nova cidade, Dom se depara com algo que nunca teve: uma vizinhança amiga e, aos poucos, ela começa a sair da armadura que ela mesma colocou em volta de si.

Até mesmo a rivalidade que existia entre ela e Holt começa a ser desfeita e como já se era de esperar, o que era apenas tesão se torna em uma paixão arrebatadora, algo que nem Dominique e muito menos Gregory esperavam, mas como já dizia o velho ditado, os opostos se atraem.

Um romance muito caliente e doce  que faz com que todo leitor se envolva com a história e fique louco para saber qual será o desfecho entre essas figuras tão opostas.

Se ficou curioso, aconselho a ir até uma livraria mais próxima para adquirir esse grande livro (e o melhor de tudo, 100% Brazuka....rs)

**************************************

Como vocês já sabem, eu amo leitura hot e sou apaixonada por essa autora. Meu primeiro contato com ela foi com o livro Sem vergonha (se não viu nossa resenha, clique aqui), e como eu amei essa história e a escrita da Julianna eu tinha a absoluta certeza de que não iria me decepcionar com este.

Muitos tem o preconceito com os livros hot, mas esse aqui em especial eu acho que toda mulher deveria ler, pois em pleno século XXI muitas mulheres ainda sentem vergonha do próprio corpo e de explorar sua sexualidade. Não há problema algum uma mulher gostar de sexo, ela não é uma vadia por causa disso.


Em outro momento, ela narra como nós mulheres fantasiamos com o homem perfeito nos nossos sonhos mais profundos e pensamos em determinadas cenas de filmes como se nós estivéssemos lá. Eu por várias vezes já fiz isso, como por exemplo, na cena de Velozes e Furiosos 1, quem nunca se imaginou no lugar da Michele Rodriguez quando o Vin Disel a leventa e joga em cima do capô do carro??? aiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiaiai

Mas, fantasias a parte, o livro mostra que a mulher também pode gostar de sexo. Que a sociedade diz que o homem que curte sexo é garanhão e a mulher que curte seria puta e nós sabemos que não é bem assim, né?


Amei o Max. Max é o cachorro de Gregy. Um labrador e que mostra todo seu amor e carinho para com Dominique. Ela não gostava de animais, porém Max se torna o grande companheiro de Dominique e a ajuda a enfrentar algumas situações com ela.

Posso dizer de carteirinha como um cão pode ser companheiro. As minhas filhas, a saudosa Jully e  meu bebê Lupi sempre sabem quando eu preciso de carinho e atenção e nunca hesitaram em ficar ao meu lado quando eu precisava. Ou seja, não há melhor companheiro do que o cachorro, e Dom aprende bem essa lição.

Uma outra coisa bem legal e que a autora mostra pra gente é que Dom é totalmente contra preconceitos. Na história existe um casal de homossexuais e que são constantemente provocados por uma velha, que se dizia a favor da moral e dos bons costumes, mas sem dar spoiler, a lição que Dom dá a ela é a melhor possível....vale a pena conferir.

Em suma, é um livro maravilhoso e que, em vários momentos, nos leva às alturas. Escrito em uma narrativa alternada, ora é sobre a visão de Dominique e ora na visão de Holt. A diagramação é bem legal e a capa é belíssima.

Super recomendo a todos, não só as meninas mas também aos mocinhos de plantão e vejam como gostamos de ser tratadas....

Agradeço mais uma vez a oportunidade a nossa querida Universo dos Livros pela oportunidade de ler uma história tão legal.

Espero que tenham curtido mais essa resenha e como sempre faço, deixem seus comentários aqui pra gente, pois o feedback de vocês é muito importante para mim....

Um grande beijo e até a próxima!!!

Flay 


Nenhum comentário

Postar um comentário