"Onde os demônios habitam - Vol. 1" - Bella Nine


Oieee genteeeee....como estão todos??? Espero que bem...

Primeiramente quero pedir desculpas a todos por não ter feito uma mensagem de natal pra vocês, mas foi por força maior, pois aonde fui passar o natal com a minha família não tinha wi-fi e contar com o 3G da Tim é a mesma coisa que nada né? Mas como eu considero o Natal sendo todo dia, que o espirito de Natal permaneça na vida de vocês sempre... S2

Bom, hoje nós vamos falar um pouco sobre Onde os demônios habitam – vol. 1, da Bella Nine e publicado pela nossa parceira, a Ed. Autografia.

O livro conta a história de Eric, um menino que vive um verdadeiro inferno familiar. Seu pai, um homem extremamente violento e bêbado que a todo momento agride sua esposa e uma mãe, submissa a este homem simplesmente por medo. Desde muito novo, Eric tenta se “esconder” atrás da natação para surtar de vez. Com a ajuda de seus únicos amigos – Carla e Pedro, ele tenta viver uma adolescência normal na medida do possível. Mas se um adolescente “normal” já tem que enfrentar vários demônios, imagina um que desde a infância convive com essa terrível realidade.

Sua vida começa a mudar quando recebe um convite de seu treinador para disputar o campeonato brasileiro de natação e com o apoio de sua tia, ele fica bastante tentado a mudar de vida, porém és o dilema, será que sua mãe aceitaria largar aquele traste maldito e viver uma vida nova ao lado do filho, ou continuaria submissa a este verme? Seria Eric capaz de abandonar a mãe a sua própria sorte e seguir com sua carreira? Isso é o que você vai começar a descobrir lendo esse livro extremamente emocionante...

*******************************************************************

Quando a nossa parceira, a editora Autografia, nos mandou esse livro como sugestão de leitura, confesso que fiquei meio com o pé atrás, pois nunca havia ouvido falar dessa autora, muito menos desse livro, porém como já diz o ditado: Nunca julgue um livro pela capa caiu como uma luva....o livro é muito bom...
Como vocês podem ver pelo título, esse é o volume 1 e eu não vejo a hora de ver como essa história vai terminar...

Com um tema bastante polêmico e com um tema que infelizmente está bastante em voga no nosso mundo de hoje, que é a violência doméstica, a autora nos mostra como um menino de 17 anos sofre em seu meio famíliar com um pai extremamente violento.
Infelizmente em nosso país é muito comum os casos de violência doméstica, onde pais agridem seus filhos, suas esposas e a família fica com medo de denunciar, muitas das vezes até por o agressor ser o único que provem a renda familiar, entretanto, devemos alertar que não se deve aceitar esse tipo de violência. Não posso dar spoiler sobre o livro, mas o que mais me chocou foi a agressão que Eric sofre desde a infância. Como pode um pai fazer isso??? Acho que por esse motivo eu estou louca para que saia o volume dois, pois quero ver esse cara se ferrar bonito....

Mesmo tendo passado por todos esses tipos de violência, Eric vive sua vida da melhor forma possível, entretanto, quando sua mãe é agredida pelo seu pai, ele fica desnorteado e sem saber como extravasar toda a sua revolta. Mesmo sem saber de fato o que o deixa dessa forma, sua melhor amiga Carla o aconselha a começar um blog, como uma espécie de diário virtual, onde ele pudesse colocar tudo o que está sentindo sem a necessidade de se revelar. Eu realmente adorei essa ideia, pois muitas das vezes que estou triste, eu gosto de escrever e isso de fato ajuda bastante.




Em vários pontos do livro, podemos perceber como Eric amadureceu rápido. Para um garoto de 17 anos, suas ideias são bastantes firmes. Em vários momentos do livro, ele emite opiniões sobre determinados casos que por várias vezes me deixou de boca aberta. Confere ai...


Mas óbvio que um menino que não teve amor em sua própria casa, também vai crescer cheio de preconceitos. Em um determinado momento, ele está em um consultório acompanhando seu amigo e se depara com uma menina gordinha. É bem nítido o preconceito que ele demostra e juro que nesse momento eu quase pulei dentro do livro para dar uns tapas nele, mas ao menos tempo pude perceber que ele nada mais é que um fruto do meio. Como uma pessoa que foi negligenciada dentro de sua própria casa pode de fato transmitir amor e respeito a alguém que não pertence ao seu meio???


Em suma, o livro é excelente e devo os meus mais sinceros parabéns a autora, a Bella Nine, por nos trazer um tema tão forte e de uma forma tão brilhante. Bella (nossa, já tô intima...rs), lança logo o volume dois pra gente....não aguento mais de curiosidade.

Quero agradecer demais a nossa parceira, a Autografia, por confiar no nosso trabalho, sem vocês não saberíamos da existência dessa obra perfeita.

E quero agradecer a vocês também que nos acompanham...obrigada por fazer desse nosso cantinho um refúgio tão gostoso pra gente....

Bom, vou ficando por aqui, mas antes deixo vocês com um pequeno texto do personagem Eric Bittencourt que eu considerei o melhor de todos....um grande bjo pra vocês....

“Nunca sei ao certo se dizemos as coisas porque de fato queremos, ou porque sentimos a necessidade de inventar um novo enredo. Nunca sei direito se aquilo que fazemos tem cunho verdadeiro, ou se rola algum tipo de interesse. Não sei discernir quando as pessoas estão jogando e quando estão sendo elas mesmas. Eu nunca sei quando manipulo a situação visando os meus próprios interesses, ou se brinco de Deus para que a outra pessoa possa se sentir vitoriosa. Fingimos até que ponto?”


Flay


Nenhum comentário

Postar um comentário