Tbw Br no cinema #Divergente


Olá, meu povo! 

Como vocês viram no título do post, não consegui me segurar e precisei passar aqui para falar sobre a adaptação desse distopia maravilhosa para a telinha. ( Já debatemos sobre o enredo antes. Não viu ? Clique aqui. )

Tenho quase certeza de que a maioria já assistiu e, por isso mesmo, esse post será mais interessante. 

Bom, eu, infelizmente, não consegui ir na estreia ( porque precisei caçar um lugar que tivesse uma sessão legendada em um horário acessível. Deixo aqui minha revolta : Por que só temos horários assim na Zona Sul? ) - algo que quase me matou de ansiedade. Meus amigos estavam indo, me falando muito bem do filme e eu estava roendo as unhas para escapar para o cinema. Nunca torci para que um bendito dia chegasse logo rs...

Assim, esperado como o Natal, minha terça-feira mágica (o dia em que larguei os estudos por uns momentos e em que consegui uma sessão) chegou e eu corri para ver o Theo - cof...lindo...cof... -.  E mesmo não indo no dia do lançamento,  fui de preto para representar minha facção . 


PS : Sou divergente da Audácia, Amizade e Erudição, mas escolho Audácia ^^
PS 2:  Quer saber qual é a sua facção? Faça o teste oficial agora . Basta clicar aqui.


  Fui surtar com um grupo de amigas - todas eram iniciandas da Audácia e esperavam comer o bolo de nossa facção- e saímos babando do cinema. 

Vamos aos motivos para tal encanto? Lá vai o nosso top das melhores coisas de Divergente. 
( Tentarei não dar nenhum spoiler grandioso)


# Química entre Theo e Shai

 


Todos nós sabemos que Tobias e Tris são personagens especiais. Nessa obra, não há triângulo amoroso e, francamente, não sentimos nenhuma falta de um. Afinal, o relacionamento dos dois consegue suprir todas as necessidades de um leitor. E, além disso, eles não são aquele tipo de casal: Ah, você é o amor da minha vida e blá..blá..blá.... Tobias e Tris demonstram o que sentem, mais do que falam - algo que eu, sinceramente, aprecio muito.

Logo, como fã dos livros, esperava que os atores representassem conforme o figurino.
Conclusão: Não me decepcionei! 

Theo James e Shailene Woodley foram incríveis em todos os aspectos.
Os dois têm uma química impressionante - fiquei arrepiada, dentro da sala, com a sensação verdadeira que senti emanar da tela.
 


 Na verdade, esses dois têm química até fora do cinema, não é mesmo? 

Como disse, as cenas dos dois foram incríveis. No entanto, eu só acrescentaria uma coisinha - uma parte perfeita no livro, a minha citação favorita. Logo, preciso compartilhar com vocês:


                  Tris: "Eu não sou bonita"

                   Tobias: "Não, você não é, e eu só iria ao seu funeral se tivesse bolo"
 
 Eu disse que eles não eram um casal convencional! 



Com isso, vemos que podemos nos surpreender muito com esse casal, representado de maneira suprema por esses dois atores incríveis. Com certeza, a química deles influenciou no ritmo do filme.

 #Atores e Diretor

A escolha dos atores não poderia ser melhor. Além de Shai e Theo, contamos com Ansel Elgort , nosso Gus em A Culpa é das Estrelas - para quem não sabe, Shai será nossa Hazel- , com
Kate Winslet - que conseguiu me  fazer odiá-la na pele de Jeanine. Esqueci numa boa de que ela fez Titanic. - e com muitos outros que deram o sangue para tornar essa adaptação tão boa quanto ao livro.
Também precisamos destacar o empenho do incrível diretor Neil Burger. Obrigada por não nos desapontar!!! Garanto que Veronica Roth está muito feliz com o rumo que tudo tomou.

 




  Veronica e Neil ^^


# Adaptação

Uma das coisas que mais me encantou, nesse filme, foi a manutenção do ritmo do próprio livro. Foi fiel, arrebatador, emocionante e de tirar o fôlego.

Nada  ficou solto - algo extremamente importante, uma vez que  essa Chicago futurista apresenta muitas peculiaridades.
Houve uma explicação bastante sólida do sistema, das facções e de seus costumes. Podemos conhecer um pouquinho de cada uma delas e muitooooo sobre a Audácia.

Os efeitos especiais também foram magníficos. Eu estava apreensiva, pois não sabia como as simulações seriam feitas, como a cidade seria representada e etc... No entanto, me surpreendi com a qualidade de tudo.
http://giphy.com/gifs/4ebjvG9PqVPLq 
E, para completar, a trilha sonora abrilhantou as cenas. As músicas foram bem encaixadas e deram uma emoção única ao filme.  Temos a honra de escutar Ellie Goulding, Snow Patrol e muito mais. 
 Perfeito, né? Quer ouvir??? Clique na imagem.

https://www.youtube.com/watch?v=miss21Qm4bI&list=PLbQWbc2tGKuJL4SmvHYnFjEF9NRIo4pmy



Divergente é um filme brilhante. Vi todo mundo sair da sala comentando, surtando e elogiando o trabalho da equipe. Portanto, se você ainda não viu, corra - como os membros da minha facção- para o cinema mais perto de você.

E para você que já viu, assim como eu, só resta esperar a continuação  dessa intensa distopia...

Espero que vocês tenham gostado desse post especial!
Um beijão da Alê!

2 comentários

  1. Alê, foi muito bom relembrar a sensação que foi ter visto esse filme... Mesmo sem ter lido o livro e não saber tudo a fundo como você, eu me apaixonei pela história. Nem preciso destacar o quão bem você escreve, né? <3
    Bjinhos, Jé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Jess, sabia que você iria amar o filme! Fico muito feliz que tenha gostado e se apaixonado!
      Ah, que nada.... Mas muito obrigadaaaaaaaaaaaaaa rs! Amei seu comentário!
      Beijos, linda s2

      Excluir